sábado, 8 de abril de 2017

Ciclistas também arriscam a carta Infrações com bicicletas dão multas e perda de pontos na carta de veículos a motor.

As regras são simples: um ciclista que, por exemplo, passe um sinal vermelho ou ignore um sinal de STOP arrisca-se a ficar sem a carta de condução. E, se não for encartado, perde o meio de transporte. Fica sem bicicleta. A Defesa do Consumidor apoia e diz que se trata de medidas punitivas corretas, de forma a respeitar o Código da Estrada. O valor das multas aplicadas aos ciclistas será inferior em relação às infrações cometidas por um condutor. Os danos causados por uma bicicleta, na via, são menos graves. Concretamente, um ciclista que não respeite um sinal de STOP sujeita-se a uma coima entre os 99,76 e os 374,10 euros. É este o preço de uma contraordenação muito grave e não fica por aqui: os infratores podem ainda ficar inibidos de conduzir veículos a motor durante dois meses ou dois anos. E perdem ainda 4 pontos na carta. As contraordenações graves pesam menos na carteira: variam entre os 24,94 e os 124,70 euros e dão inibição de conduzir até um ano. Dão direito à perda de 2 pontos na carta. Tal como com os condutores, ao fim de três anos sem contraordenações ou crimes, ganham três pontos.

Ler mais em: http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/ciclistas-tambem-arriscam-a-carta
MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.