domingo, 14 de agosto de 2016

O Furgão Fiorino.

Fim de semana desportivo? 
O Fiorino Furgão leva-te até lá!

Ciclista holandesa anda pela barreira do velódromo e escapa de queda no Rio 2016

A ciclista Laurine van Riessen, escapou de uma queda feia andando pela barreira na modalidade Keirin no Rio 2016.

DETALHES DO PERCURSO DE MTB NAS OLIMPÍADAS E MAPA DO LOCAL

Igor Amorelli busca vaga em Kona no Ironman 70.3 Wiesbaden

Prova desse domingo na Alemanha pode garantir triatleta brasileiro no Ironman de Kona. Disputa em Wiesbaden será Campeonato Europeu da distância
Em busca de uma vaga no mundial de Kona! Com esse objetivo, o triatleta Igor Amorelli encara nesse domingo (14) o Ironman 70.3 Wiesbaden, na Alemanha. Com percurso de 1,9km de natação, 90km de ciclismo e 21,1km de corrida, o catarinense precisa de um bom resultado para confirmar presença no evento do Havaí, que acontece em outubro.
Embalado pelo título no Ironman da Holanda, que o colocou de vez na briga por uma das vagas, Igor Amorelli vem bastante confiante para a prova de Wiesbaden. No intervalo de duas semanas entre os dois eventos, Igor aproveitou para ajustar os últimos detalhes. “A recuperação foi muito boa. Na primeira semana nós fizemos alguns treinos pontuais, mais para manutenção, e analisamos os últimos pontos para a prova de domingo”, explicou Igor.
O desafio na Holanda foi composto por um percurso completo de Ironman, ou seja, o dobro da distância da prova desse domingo na Alemanha, o que Igor avalia como um fator importante nessa fase da temporada. “No momento eu acredito estar bem preparado para um Ironman 70.3. Vamos em busca de um ótimo resultado e, se tudo der certo, já garantir a vaga para Kona”, comenta.
Essa será a primeira vez que Igor Amorelli compete em Wiesbaden e por se tratar de um evento continental a promessa é de um altíssimo nível técnico por parte dos atletas. “A prova vale como Campeonato Europeu e, com certeza, terá um nível competitivo muito forte”, acrescenta Igor, que aponta o ciclismo como fator decisivo na disputa desse domingo.
“Eu nunca fiz essa prova, mas sei que o ciclismo é bem duro, com muitas subidas. Acredito que será o diferencial da prova. Tem bastante gente forte no pedal e acho que essa será a parte que vai definir a prova, assim como a corrida”, encerra.
A prova em Wiesbaden começa em Waldsee Raunheim onde os triatletas fazem os 1,9m de natação no lago local, próximo ao centro da cidade. Já o ciclismo, como bem alertou Igor, leva os competidores até Taunus, com altitude total de aproximadamente 1.500m com diversas subidas. Encerrando a prova, a meia maratona (21,1km) será realizada em quatro voltas ao longo da Kurpark, na área de Wilhelmstraße, até a linha de chegada, em frente ao Kurhaus Wiesbaden.
MM

sábado, 13 de agosto de 2016

VI ROTA DO PULO DO LOBO

VI ROTA DO PULO DO LOBO


SANTA IRIA, BEJA


QUANDO?
 09/10 2016
DOMINGO, ÀS 09:00



INSCRIÇÕES ATÉ
05/10 2016
QUARTA, ÀS 23:59
INSCRIÇÃO
€ 10.00
ALMOÇO
€ 5.00
ACOMPANHANTES
€ 7.00


 
MM

II PASSEIO SOLIDÁRIO UCA

II PASSEIO SOLIDÁRIO UCA


ROSSIO DE S. BRÁS, ÉVORA


QUANDO?
 17/09 2016
SÁBADO, ÀS 08:30



INSCRIÇÕES ATÉ
13/09 2016
TERÇA, ÀS 08:30
INSCRIÇÃO
€ 5.00


 
MM

Cabos de Aço.

Os cabos de aço cumprem um papel fundamental no funcionamento da bike: a partir deles acionamos marchas e travões.
Por isso, mantê-los em bom estado garante uma troca de marchas precisa e, principalmente, garante que os freios estarão lá quando você precisar!
Cabos de Aço
Os principais problemas a que os cabos estão sujeitos são a desfiação junto ao ponto de fixação, e a ferrugem ou oxidação por corrosão.

Verificação da
Conservação

Para verificar o estado de conservação dos cabos, observe se eles não estão começando a desfiar nos pontos de fixação, junto aos travões e aos desviadores.
Caso isso esteja ocorrendo, é necessário trocá-los.
Além disso, você deve analisar os pontos onde os cabos estão expostos, verificando se há ferrugem, sinal de corrosão ou algum defeito visível.
Se estiverem com algum problema, talvez seja prudente substituí-los em breve.
Algumas bicicletas têm um sistema fechado, o conduíte direto de uma ponta a outra do cabo, ou uma capa de plástico, por toda a extensão dos cabos; nestes sistemas, menos afetados pela água e sujeira, a manutenção pode ser realizada em uma oficina especializada, durante uma revisão mais pesada da bike.

Limpeza e Lubrificação

Para limpeza e lubrificação, você precisará de um pano e óleo (o mesmo da corrente).
Evite usar graxa, pois ela favorece o acúmulo de sujeira: use-a somente se o conduíte não possuir revestimento interno de plástico.
Nos sistemas atuais, porém, o conduíte tem revestimento interno de plástico e cabo de aço inox, e neste caso a lubrificação não é recomendada, exceto após pedalar em condições extremas, por exemplo: com muita chuva e lama.
Os cabos com cobertura de teflon (aqueles pretos) não devem receber lubrificação em nenhuma situação.
O primeiro passo para realizar a limpeza e lubrificação é deixar os cabos frouxos.
 No caso dos cabos do desviador, posicione as marchas
Os cabos de aço cumprem um papel fundamental no funcionamento da bike: a partir deles acionamos mudanças e travões.
Por isso, mantê-los em bom estado garante uma troca de marchas precisa e, principalmente, garante que os travões estarão lá quando você precisar! para a coroa maior, na frente, e o pinhão maior, atrás; então solte as marchas sem pedalar (para trocadores dual control é o inverso: coroa menor e pinhão menor).
No caso dos travões, há três possibilidades: Se for freio v-brake, é só desencaixar o tubo curvado e abrir o freio, que já terá a folga necessária. Se for freio a disco mecânico – ou seja, puxado a cabo – você deve soltar o cabo no manete. 
No caso de ser ferradura (speed), geralmente há alguma forma de liberar o cabo, seja no manete (Campagnolo), ou no freio, que costuma ter alguma alavanca para isso.
Com os cabos frouxos, retire os conduítes dos encaixes no quadro, uma linha de cada vez (câmbio dianteiro, desviador traseiro, travão dianteiro e travão traseiro), fazendo o cabo passar pelos rasgos do encaixe.
Dessa forma o conduíte fica liberado, e você consegue expor melhor o cabo de aço.
Aproveite esta folga para limpar os cabos: faça o conduíte escorregar de um lado para o outro, enquanto segura o cabo com um pano acompanhando o movimento.
Após a limpeza, aplique algumas gotas de óleo no cabo e tire o excesso com um pano.
Volte os conduítes aos seus lugares, e teste o sistema para confirmar se está tudo no lugar.
Pronto!
Agora é só sair tranquilo para um pedal, com a certeza de que os cabos estão em ordem. 
MM

A bike mais utilizada no velódromo no Rio 2016, também tem a relação do lado “errado”

Existem 80 bikes como essa disputando no Velódromo do Rio 2016. A Look R96 é a bike mais popular entre dos atletas de pista nas Olimpíadas.
Rio_2016
Assim como as bikes da Felt, a Look tem a relação da bicicleta do lado esquerdo, e não do lado direito como é de costume.
A explicação é que no velódromo, só se vira para o lado esquerdo, dessa forma, a relação ficando do lado de dentro da curva, gera ganhos aerodinâmicos para as bicicletas.
As bikes foram feitas sob medida para o Rio 2016 e para os ciclistas mais chatos com peso, algumas delas não tem verniz. Ou seja, carbono puro à mostra.
MM

No 2º dia do velódromo, Reino Unido bate Record Mundial na Perseguição por Equipas

Oito equipes disputaram a perseguição por equipes, o Reuni Unido, além de vencer o ouro, conquistou o Record Mundial com a equipe formada por Bradley Wiggins, Owian Doull, Steven Burke e Ed Clancy.
Perseguição Masculino
Ele fecharam a prova com 03m50s265. Vencendo a Austrália na disputa pelo ouro. A Dinamarca ficou com o Bronze.
Sprint por equipes Feminino
Também ocorreu a disputa do Sprint por equipe Feminino. A China foi a vencedora, batendo a Espanha na primeira rodada e a Rússia na final. O Bronze ficou com a Alemanha, que venceu a Austrália.
Com tempo de 32s107, a China bateu o Record Mundial da prova.
Sprint Individual Masculino
No Qualifying do Sprint Individual Masculino, o britânico Jason Kenny fez o tempo de 9s55 e bateu o Record Olímpico.
Resultados
Women’s Team Sprint Qualifying
#Rider Name (Country) TeamResult
1China0:00:32.305
Jinjie Gong
Tiansh Zhong
2Russia0:00:32.655
Daria Shmeleva
Anastasii Voinova
3Germany0:00:32.673
Mirian Welte
Kristina Vogel
4Australia0:00:32.881
Anna Meares
Stephanie Morton
5Netherlands0:00:33.189
Laurine Van Riessen
Elis Ligtlee
6France0:00:33.625
Sandi Clair
Virginie Cueff
7Canada0:00:33.735
Kate O’Brian
Monique Sullivan
8Spain0:00:33.891
Tania Calvo Barbero
Helena Casas Roige
9New Zealand824:18:14.400
Natasha Hansen
Olivia Podmore
Women’s Team Sprint Round 1 Heat 1
#Rider Name (Country) TeamResult
1Australia0:00:32.636
Anna Meares
Stephanie Morton
2Netherlands0:00:32.792
Laurine Van Riessen
Elis Ligtlee
Women’s Team Sprint Round 1 Heat 2
#Rider Name (Country) TeamResult
1Germany0:00:32.806
Mirian Welte
Kristina Vogel
2France0:00:33.517
Sandi Clair
Virginie Cueff
Women’s Team Spritn Round 1 Heat 3
#Rider Name (Country) TeamResult
1Russia0:00:32.324
Daria Shmeleva
Anastasii Voinova
2Canada0:00:33.684
Kate O’Brian
Monique Sullivan
Women’s Team Sprint Round 1 Heat 4
#Rider Name (Country) TeamResult
1China0:00:31.928
Jinjie Gong
Tiansh Zhong
2Spain0:00:33.531
Tania Calvo Barbero
Helena Casas Roige
Women’s Team Sprint Bronze Medal Race
#Rider Name (Country) TeamResult
3Germany0:00:32.636
Mirian Welte
Kristina Vogel
4Australia0:00:32.658
Anna Meares
Stephanie Morton
Women’s Team Sprint Gold Medal Race
#Rider Name (Country) TeamResult
1China0:00:32.107
Jinjie Gong
Tiansh Zhong
2Russia0:00:32.401
Daria Shmeleva
Anastasii Voinova

Men’s Sprint Qualifying
#Rider Name (Country) TeamResult
1Jason Kenny (Great Britain)0:00:09.551
2Callum Skinner (Great Britain)0:00:00.152
3Matthew Glaetzer (Australia)0:00:00.153
4Denis Dmitriev (Russia)0:00:00.223
5Gregory Bauge (France)0:00:00.256
6Njisane Phillip (Trinidad)0:00:00.262
7Damian Zielinski (Poland)0:00:00.272
8Jeffrey Hoogland (Netherlands)0:00:00.286
9Sam Webster (New Zealand)0:00:00.329
10Edward Dawkins (New Zealand)0:00:00.344
11Francois Pervis (France)0:00:00.347
12Joachim Eilers (Germany)0:00:00.357
13Pavel Kelemen (Czech Republic)0:00:00.418
14Rafal Sarnecki (Poland)0:00:00.430
15Chao Xu (China)0:00:00.388
16Fabian Hernando Puerta Zapata (Colombia)0:00:00.430
17Patrick Constable (Australia)0:00:00.459
18Max Levy (germany)0:00:00.484
Men’s Sprint 1/16 Finals Heat 1
#Rider Name (Country) TeamResult
1Jason Kenny (Great Britain)0:00:10.245
2Maximilian Levy (Germany)0:00:00.066
Men’s Sprint 1/16 Finals Heat 2
#Rider Name (Country) TeamResult
1Callum Skinner (Great Britain)0:00:10.254
2Patrick Constable (Ausralia)0:00:00.071
Men’s Sprint 1/16 Finals Heat 3
#Rider Name (Country) TeamResult
1Matthew Glaetzer (Asutralia)0:00:10.299
2Fabian Hernando Puerta Zapata (Colombia)0:00:00.058
Men’s Sprint 1/16 Finals Heat 4
#Rider Name (Country) TeamResult
1Denis Dmitriev (Russia)0:00:10.141
2Rafal Sarnecki (Pol)0:00:00.036
Men’s Sprint 1/16 Finals Heat 5
#Rider Name (Country) TeamResult
1Gregory Bauge (France)0:00:10.214
2Pavel Kelemen (Czech Republic)0:00:00.050
Men’s Sprint 1/16 Finals Heat 6
#Rider Name (Country) TeamResult
1Chao Xu (China)0:00:10.373
2Njisane Phillip (Trinidad)0:00:00.145
Men’s Sprint 1/16 Finals Heat 7
#Rider Name (Country) TeamResult
1Joachim Eilers (Germany)0:00:10.428
2Damian Zielinski (Poland)0:00:00.041
Men’s Sprint 1/16 Finals Heat 8
#Rider Name (Country) TeamResult
1Jeffrey Hoogland (Netherlands)0:00:10.181
2Francois Pervis (France)0:00:00.052
Men’s Sprint 1/6 Finals Heat 9
#Rider Name (Country) TeamResult
1Sam Webtser (New Zealand)0:00:10.159
2Ed Dawkins (New Zealand)0:00:00.150
Men’s Sprint Repechage Heat 1
#Rider Name (Country) TeamResult
1Maximilian Levy (Germany)0:00:10.356
2Edward Dawkins (New Zealand)0:00:00.024
3Njisane Phillip (Trinidad)0:00:01.429
Men’s Sprint Repechage Heat 2
#Rider Name (Country) TeamResult
1Patrick Constable (Australia)0:00:10.363
2Damian Zielinski (Poland)0:00:00.028
3Pavel Kelemen (Czech Republic)0:00:00.378
Men’s Sprint Repechage Heat 3
#Rider Name (Country) TeamResult
1Fabian Hernando Puerta Zapata (Colombia)0:00:10.272
2Rafal Sarnecki (Poland)0:00:00.086
3Francois Pervis (France)0:00:00.607

Men’s Team Pursuit Round 1 Heat 1
#Rider Name (Country) TeamResult
1Germany0:03:56.903
Henning Bommel
Nils Schomber
Kersten Thiele
Domenic Weinstein
2Switzerland0:04:03.580
Olivier Beer
Silvan Dillier
They Schir
Cyrille Thiery
Men’s Team Pursuit Round 1 Heat 2
#Rider Name (Country) TeamResult
1Italy0:03:55.724
Simone Consonni
Liam Bertazzo
Filippo Ganna
Francesco Lamon
2China0:04:04.240
Yang Fan
Hao Liu
Chenlu Qin
Pingan Shen
Men’s Team Pursuit Round 1 Heat 3
#Rider Name (Country) TeamResult
1Australia0:03:53.429
Alexander Edmondson
Jack Bobridge
Michael Hepburn
Sam Welsford
2Denmark0:03:53.542
Lasse Norman Hamsen
Niklas Larsen
Frederik Madsen
Casper Von Folsach
Men’s Team Pursuit Round 1 Heat 4
#Rider Name (Country) TeamResult
1Great Britain0:03:50.570
Ed Clancy
Steven Burke
Owian Doull
Bradley Wiggins
2New Zealand0:03:55.654
Pieter Bulling
Aaron Gate
Dylan Kennett
Regan Gough

Men’s Team Pursuit Finals 7-8
#Rider Name (Country) TeamResult
7Switzerland0:04:01.786
Olivier Beer
Silvan Dillier
They Schir
Cyrille Thiery
8China0:04:03.687
Yang Fan
Hao Liu
Chenlu Qin
Pingan Shen
Men’s Team Pursuit Finals 5-6
#Rider Name (Country) TeamResult
5Germany0:03:59.485
Henning Bommel
Nils Schomber
Kersten Thiele
Domenic Weinstein
6Italy0:04:02.360
Simone Consonni
Liam Bertazzo
Filippo Ganna
Francesco Lamon
Men’s Team Pursuit Bronze Medal Race
#Rider Name (Country) TeamResult
3Denmark0:03:53.789
Lasse Norman Hamsen
Niklas Larsen
Frederik Madsen
Casper Von Folsach
4New Zealand0:03:56.753
Pieter Bulling
Aaron Gate
Dylan Kennett
Regan Gough
Men’s Team Pursuit Gold Medal Race
#Rider Name (Country) TeamResult
1Great Britain0:03:50.265
Ed Clancy
Steven Burke
Owian Doull
Bradley Wiggins
2Australia0:03:51.008
Alexander Edmondson
Jack Bobridge
Michael Hepburn
Sam Welsford