quarta-feira, 27 de julho de 2016

UCI fez 3773 verificações de bikes para evitar o doping mecânico no Tour de France 2016

A UCI realizou MUITAS verificações de bikes à procura de motores escondidos no Tour de France 2016.
Doping
Além do usual teste realizado com o Tablet Azul, que procura por ondas electromagnéticas emitidas pelos motores, eles utilizaram câmaras térmicas e aparelhos de raio-x nas etapas mais difíceis de montanha. Nenhum motor foi encontrado
Desde o começo do ano, a UCI já realizou 10 mil testes de anti-doping mecânico nas diferentes modalidades do ciclismo.
Até hoje, somente um caso foi confirmado, o da ciclista belga Femke Van den Driessche que compete na modalidade do CycloCross.
O doping mecânico foi um duro golpe na já desgastada imagem do ciclismo e a UCI está tentando fazer um trabalho bem rigoroso no combate ao doping mecânico, para evitar um dano ainda maior a imagem do desporto.
MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.