terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Líquido Selante - O Guardião do Ar dos Pneus.

Existem pneus que se tornaram famosos por terem aderência, resistência ou durabilidade. E também existem aqueles famosos por furarem com facilidade. Independente de pneu, todo ciclista está à mercê de um indesejável furo, e consequentemente, da chata tarefa de trocar o pneu. Isso exige ferramentas, peças, tempo e muita paciência.
Aparentemente, a melhor solução seria criar um pneu ‘infurável’. Houve várias tentativas, e até existem pneus absurdamente resistentes. Mas isso implica em pneus pesados ou muito duros – e a velha regra deixa bem claro: quanto mais mole o pneu, mais aderência. Quanto mais leve, melhor a rolagem.
Líquido Selante - O Guardião do Ar dos Pneus




A solução vem de dentro

Não encontramos informações precisas sobre quem inventou o líquido selante e quando fez isso. Mas um belo dia, alguém que provavelmente se incomodava muito com furos percebeu que o problema não eram os furos. O problema era deixar o ar vazar! Parece contraditório... mas é isso mesmo: furos, sim. Vazamentos não!
O líquido selante é, como o nome diz, um líquido que sela o pneu por dentro contra pequenos vazamentos. O princípio é bem simples: um líquido espesso, denso, composto de fibras e adesivos, que com a rotação da roda, se espalha e forma uma fina camada por todo o interior do pneu. Assim que algo perfura o pneu, a reação inicial é o vazamento do ar sob pressão. Mas como o líquido está entre o ar e o pneu, o ar acaba empurrando o líquido para dentro do furo. E como é denso e grudento, ele acaba ‘entupindo’ o furo e impedindo o vazamento de ar. É como se houvesse um remendo líquido correndo dentro do pneu, pronto para parar vazamentos.
Isso serve para pequenos furos e cortes leves. Se você passar por cima de uma espada medieval com a bike, obviamente o selante não vai conseguir cobrir toda a área cortada e a pressão do ar será perdida. Mas como boa parte dos furos são causados por pequenos objetos – cacos de vidro, espinhos e pregos na maioria das vezes – o selante dá conta do recado. Enquanto os furos forem pequenos, o selante protegerá o pneu mesmo que hajam centenas e centenas de furos.
Os ciclistas que gostam de um passeio ou treino longo, cicloturistas e outras pessoas se beneficiam muito de passar meses sem vazamentos de ar. É claro que tudo que é bom não dura para sempre. Os líquidos selantes possuem validade e precisam ser trocados ou reabastecidos depois de um tempo, pois perdem características essenciais, como viscosidade e aderência. 

Posologia

Cada modalidade do ciclismo possui seus próprios pneus. Grossos, finos, com poucas ou muitas garras, com 30 ou 110 libras de pressão... Obviamente, cada um desses tipos de pneu recebe uma quantidade diferente de selante, ou, um tipo diferente de selante. Imagine, por exemplo, se a mesma quantidade e tipo de selante de um pneu fino de speed poderia cobrir e proteger o interior de um pneu 29” grosso de mountain bike?
Para cada tamanho existe uma quantidade recomendada de líquido selante, mas isso varia conforme marca e modelo do selante. Pneus speed usam em média 30-50 ml por roda, já pneus de MTB usam de 80-150ml por roda. No MTB a quantidade varia muito pois os tamanhos de roda vão de 26” à 29”, além do tamanho do pneu, que pode variar de 1,5” até 2,8”.
Nota: a maioria dos selantes são feitos para pneus tubeless. Existem selantes específicos para câmaras de ar. Isso não quer dizer que nenhum selante tubeless funcionará em uma câmara de ar, mas é importante lembrar disso na hora de comprar ou trocar seu selante, caso contrário ele pode ser dinheiro jogado fora.
Para pneus tubeless o selante é indispensável. Senão, cada furinho resultaria na colocação de uma câmara ou a troca do pneu inteiro, e eles não costumam ser muito baratos.
O prazo de validade dos selantes varia, começando em 2 meses e chegando a vários meses em outros modelos. Um teste rápido e prático é balançar o pneu (se tiver sido colocada a quantidade adequada de selante nele). Se você conseguir ouvir o barulho do selante, tudo bem. Se o barulho começar a diminuir ou desaparecer, está na hora da troca ou reabastecimento.

Vacinando o pneu

De alguma maneira, o selante tem que entrar dentro do pneu ou da câmara. É possível usar uma seringa e injetar no pneu como se fosse uma vacina, afinal de contas, ele irá vedar o furo depois. Mas o líquido é muito espesso e possui partículas de borracha e outros materiais que entopem a seringa e a agulha, o que exige uma agulha grossa, que poderia causar um furo que o selante não conseguiria vedar. É necessário achar a agulha mais fina possível, desde que ela não entupa com o líquido. Como esse método possui um certo ‘risco’, vamos analisar outros métodos.
No caso dos tubeless, o liquido é derramado dentro de pneu. Basta abrir uma fresta entre aro e pneu com espátulas e derramar o líquido. Simples assim!
Já no caso dos pneus com câmara, é necessário injetar o liquido através do bico da câmara. Para isso o núcleo da válvula deve ser removida, seja Presta (fina) ou Schrader (grossa). No caso da Presta com válvula removível, basta rosquear a ponta e removê-la. Já a válvula Schrader necessita de uma ferramenta para remoção. O líquido é injetado com a ajuda de uma mangueira, bombeada por uma seringa ou frasco. Lembre-se que existem selantes específicos para uso com câmaras, mas os comuns também podem funcionar.
Quando se trata de uma Presta com núcleo da válvula não-removível, pode-se injetar o líquido com um selante que tenha frasco com bico longo e cônico. Esse bico pode ser cortado e usado para ‘envolver’ a válvula Presta aberta, como o bico da bomba de encher pneu faz. Então, é só apertar. Existe também um método que consiste em remover a trava da válvula e empurrá-la para dentro da câmara, prende-la com um grampo, injetar o líquido e recolocá-la no lugar. Há, porém, o risco da válvula resolver dar uma voltinha dentro câmara, o que pode tornar incômodo para recolocá-la no lugar.
Um frasco com bico bem pensado também pode ser de ajuda. Alguns selantes já trazem uma pequena peça que remove o núcleo das válvulas Schrader e Presta. Se o bico for cônico, praticamente qualquer tipo de câmara e pneu pode receber a injeção.

Escolha bem

Como em praticamente todo tipo de produto, existem selantes que funcionam bem e outros que deixam a desejar. É comum que ciclistas se enganem na hora de comprar seus selantes, por isso a primeira dica é ficar bem atento ao tipo de selante que você precisa.
Depois de definir qual o tipo de selante, é recomendável pesquisar marcas e modelos conforme a necessidade. A internet é uma das melhores ferramentas para isso. Em blogs e fóruns podem ser encontrados relatos de quais selantes funcionam, quais não... e com isso você terá uma base para definir a marca e modelo do selante que usará. 
Um dos selantes mais bem avaliados é Stan´s No Tubes! Já o Joe´s No Flats! Possui vários modelos, dos quais o mais bem avaliado é o Elite Racers. Há também o CafféLatex da empresa italiana Effeto Mariposa, um selante diferente que cria uma espuma dentro do pneu, causando uma área de cobertura igual em todas as partes, tendo, porém, a desvantagem de demorar mais para selar os furos. A alemã Continental também está presente no mercado com o Revo Sealant. Também estão no mercado Rubena, Oko-Extreme, Zéfal, Mavic, Michelin, Sludge, WTB e Kombat. E não poderia ficar de fora o Slime, selante verde que não se incomoda com gás CO2 (muitos selantes perdem eficiência ao entrar em contato com esse gás) e continua vedando muito bem por vários e vários meses.
Algumas marcas como Zéfal, Slime, Michelin e Hutchinson contam com selantes aerossóis, que são facilmente injetados por pressão, úteis para quem precisa de uma carga rápida, como competidores durante provas. Esses selantes não só reparam os pneus, mas também o inflam recuperando perdas de pressão.

Fita anti-furo

Existem outros meios de evitar problemas com o pneu. Muitas pessoas optam pela fita anti-furo, uma fita casca grossa que resiste muito bem a pequenos objetos, impedindo que o pneu fure. Por isso muitos se perguntam: fita anti-furo ou líquido selante?
Essa pergunta não tem resposta definida, pois os dois produtos agem de formas diferentes, e obviamente, geram resultados diferentes. Por exemplo: Uma fita anti-furo irá impedir boa parte dos furos, mas se algo como um prego comprido a traspassar, o ar vazará. Já o selante conseguiria vedar o furo do prego. Por outro lado, se o objeto for uma pequena lâmina, a fita anti-furo poderá resistir a ela e evitar o corte. Já o selante não conseguirá impedir o vazamento de ar, pois se trata de um corte maior.
Entendeu a diferença? O selante, por assim dizer, funciona com furos. Já a fita impede os furos. Com cortes a história é outra... 
É importante analisar qual opção se encaixa melhor para você. Antes de tudo, priorize a compra de um bom pneu e calibre-o na pressão correta, indicada pelo fabricante na lateral do pneu. Depois decida se no seu caso será necessária mais proteção e qual tipo será mais apropriada.

Compensa?

Sim, compensa! Como dito, para pequenos danos, mas eles são a maioria. Lembre-se que no caso do selante, seu pneu vai furar, mas você nem sequer perceberá.
Para os aficionados por peso talvez a proteção pareça dispensável. Mas pense bem: quem quer o mínimo possível de peso faz isso para conseguir o melhor tempo. Porém, você perderá muito mais tempo trocando e enchendo um pneu do que com algumas gramas a mais de peso para levar. Selantes costumam ter um pouco mais de 1g por ml.
Outra questão que talvez venha na mente seja o preço. Mas selantes não são caros. Fitas anti-furo são um pouco mais baratas. Pode-se encontrar selante suficiente para os pneus da sua bike em torno de R$ 60,00, o que não é lá nenhuma bala de troco, mas que vai sair mais barato do que trocar a câmara frequentemente. E obviamente, com muito menos incômodo. 
Selantes e fitas anti-furo são investimentos no qual todo ciclista deve considerar, principalmente quem não pode parar no meio do caminho. Seja prego, vidro, espinho... proteção nos pneus e pedal pra frente! 

Vídeos e tutoriais de montagem:

Pneu Tubeless

Injeção com agulha
Para ler mais matérias da Revista Bicicleta, curta nossa página no Facebook.
MM

Top 10 bicicletas mais caras do mundo.


Andar de bicicleta significa diversão e é excelente para saúde, sendo ainda exercício eficiente, efetivo e acessível. É um meio de transporte que não apenas mantém o ciclista longe dos preços altos preocupantes de combustível e geração de poluição que danifica a camada de ozônio, mas ainda mantém o adepto saudável e cheio de energia.
Algumas pessoas são adeptas da bicicleta apenas pela diversão, mas outras pela paixão de ser profissionais de ciclismo. É uma idéia inovadora usar as bicicletas e salvar a si próprio e meio ambiente. Nesta seleção estão as 10
bicicletas mais caras do mundo.
10°

Bicicleta Litespeed Blade – US$ 40.788

litespeed bicicletas mais caras do mundo
Antes da invenção desta bicicleta feita de titânio, o material era considerado exótico e que a estrutura da bicicleta não poderia ser formada por tal, mas no final dos anos 1980, foram Merlin e Litespeed que mudaram a expectativa das pessoas em relação ao titânio, com a projeção das primeiras estruturas avançadas de titânio.
Esta bike luxuosa possui qualidade de passeio incomparável e sua altivez é composta principalmente de fibra de carbono e liga de titânio. A experiência de ciclismo surpreendente proporciona coragem inesquecível no passeio.

Bicicleta Electric Assist por eRockit – US$ 44.000

Electric Assist bicycle by eRockit entre as bicicletas mais caras do mundo
Esta é uma bicicleta cara que é cheia de bateria de lítio nano-fosfato. A vida útil desta bateria é de até 10 anos ou 50.000 quilômetros de distância, que é realmente surpreendente.
É uma bicicleta moderna e perfeita para os ricos que não gostam de pedalar todo momento; com bateria totalmente carregada, a bicicleta pode rodar de 60 a 80 quilômetros e no caso de bateria descarregada, a mesma é recarregada usando os pedais enquanto a bicicleta é utilizada.

Montante Luxury Gold Collection – US$ 46.000

Montante Luxury Gold Collection entre as bicicletas mais caras do mundo
Montante Luxury Gold Collection é uma imagem real da beleza e sensualidade que proporciona imenso prazer no ciclismo e assegura com maior conforto e elegância. Esta é uma bicicleta italiana para mulheres, fabricada pela Montante e embelezada com folhagem de ouro 24 quilates, 11.000 pedras Swarovski e acabamento de couro píton.

Bicicleta da Rare Tiffany & Co. Silver Mounted Lady – US$ 50.000-US$ 70.000

Rare Tiffany co Silver Mounted Ladys Bicycl entre as bicicletas mais caras do mundo
Esta é uma bicicleta de luxo e muito elegante que foi fabricada em 1890. A bicicleta espetacular é firmada com sistemas de engrenagens fixas Tiffany, esculpida de alças de marfim e selim de couro de Brook.

Chrome Hearts x Cervelo – US$ 60.000

Chrome Hearts x Cervelo entre as bicicletas mais caras do mundo


Esta linda bicicleta foi fabricada em 2010 por Chrome Hearts em colaboração com fabricante de bicicleta de renome Cervelo. E possui formato de estrutura única que é adornado com couros, gráficos personalizados, metais e strass valorizados.

Trek Madone 7-Diamond – US$ 75.000

Trek Madone 7-Diamond entre as bicicletas mais caras do mundo
Esta é uma bicicleta cara que é embelezada com 7 diamantes, 1 quilate de ouro, e 100 diamantes brancos. A bicicleta de luxo banhada a ouro foi constituída pela colaboração da Nike, Trek Bikes, joalheiro Alan Friedman e artista Lenny Futura, e foi vendida em um leilão de gala na Fundação Lance Armstrong em 2005, Nova York.

Aurumania crystal Edition Gold Bike – US$ 114.400

Aurumania crystal Edition Gold Bike uma das bicicletas mais caras do mundo
Esta edição da cristal Gold Bike é fabricada por Aurumania que desenvolve os produtos com assinaturas inconfundíveis, na quarta posição desta seleção das 10 bicicletas mais caras do mundo.
É uma bike de versão limitada tendo apenas 10 peças disponíveis em todo o mundo, e sua estrutura banhada a ouro de 24 quilates de folhagem a ouro é exclusivamente decorada com mais de 600 cristais radiantes Swarovski, enquanto sua cadeira é feita de couro mais fino.

Trek Madone por Kaws – US$ 160.000

Kaws – Trek Madone uma das bicicletas mais caras do mundo
A bike apresenta características da assinatura de KAWS, com design de dentes chomper nos seus aros e estrutura; é artisticamente pintada em amarelo e preto pelo artista de Graffiti Brian Donnelley, e possui acessórios pendentes, aerodinâmica esplêndida. Ela foi feita para celebrar a participação de Lance Armstrong na corrida de Milão, em 2009.

Trek Yoshitomo Nara – US$ 200.000

Trek Yoshitomo Nara uma das bicicletas mais caras do mundo
Trek Yoshitomo Nara é uma obra exclusiva de arte feito pelo Yoshitomo Nara, no modelo bike Speed Concept da fabricante Trek. É adornada com sua assinatura, figuras de desenhos animados e logo Livestrong. É uma bicicleta perfeita para correr com sua estrutura feita de fibra de carbono, responsável pela velocidade rápida e pelo peso leve.

Trek butterfly Madone – US$ 500.000

Trek butterfly Madone uma das bicicletas mais caras do mundo
Trek butterfly Madone é a posição líder na seleção das 10 bicicletas mais caras do mundo, com preço de US$ 500.000. E foi também adornada para dar continência ao retorno de Lance Armstrong ao ciclismo profissional.
É também uma espécie de bicicleta feita sob encomenda, que foi produzida com a ajuda de tecnologias modernas e revestida com centenas de lindas borboletas que fazem a aparência gloriosa, graciosa e glamorosa.
O designer desta bike é Damien Hirst que adornou a estrutura com borboletas reais e deu esplêndida aparência de alças para cada aro, enquanto estava previsto que PETA era extremamente contra esta peça de arte moderna. O famoso ciclista Lance Armstrong usou esta bike em 2009 no Tour de France, e a beleza da mesma é vista por todos.


Fonte: http://top10mais.org/top-10-bicicletas-mais-caras-do-mundo/#ixzz3qFx9usWT
MM

Doping no ciclismo amador.





 – A atitude mais IDIOTA que um atleta pode ter


Todo nós sabemos que o doping é uma realidade no ciclismo, inclusive no ciclismo 
amador. Então aqui vai uma opinião sobre essa atitude imbecil que os atletas não profissionais estão a ter.
EPO
Desculpem-me pelo título agressivo e pelas palavras pesadas que vou utilizar 
nesse texto, mas o assunto é sério e eu realmente fico injuriado com esse tipo 
de coisa.
Qualquer tipo de doping é errado, no ciclismo profissional existe uma grande
 ação 
das agências anti-doping para tentar de todas as formas diminuir o uso de 
substâncias
 ilícitas de aumento de performance e tem se conseguindo grandes avanços. 
Ainda está longe de se resolver o problema (se é que um dia ele será 
totalmente resolvido), mas pelo menos o esforço está sendo grande.
E assim, por mais que não justifique nem faça com que a atitude passe 
a ser correta,
 muito pelo contrário, mas o atleta profissional muitas vezes depende 
financeiramente dos resultados que ele consegue. 
Dessa forma, ainda existe uma desculpa um pouco mais aceitável para 
o uso das substâncias. (DE NOVO, NÃO ESTOU DIZENDO QUE 
ESTÁ CERTO, 
MAS FAZ UM POUCO MAIS DE SENTIDO DO QUE O USO DE 
DOPING NO CICLISMO AMADOR).
Mas, sinceramente, eu não consigo entender a ignorância de uma pessoa 
que se dopa para correr provas amadoras.
 O desporto amador é a essência do desporto. 
Como não existe dinheiro, nem carreira, nem grandes empresas te cobrando, 
o desporto amador volta as origens das competições, quando elas se resumiam 
a apenas o melhor vencer e pronto.
Quando o imbecil que se dopa no ciclismo amador, ele quebra a única coisa 
que tem de válido no desporto, que é essa essência que acabei de citar. 
É como o idiota que corta caminho e comemora a vitória… 
Você está comemorando o que, seu idiota?? 
A sua falta de caráter e burrice?
No ciclismo profissional, os caras possuem um acompanhamento médico
 de grandes especialistas, tomam as doses corretas e isso faz com que essas
 substâncias, que são extremamente nocivas, façam menos mal. 
Mas no desporto amador não… 
Não existe esse apoio.
 Então além da idiotice já citada, o cara ainda se arrebenta fisicamente, 
correndo risco de morrer e para que? 
Para ganhar a corrida da esquina…
E o pior… 
É a pessoa ter uma necessidade tão grande de massagear o próprio ego, 
que chega ao pondo de acreditar que realmente ela é melhor do que as outras. 
NÃO, VOCÊ QUE SE DOPA NÃO É MELHOR DO QUE NINGUÉM, 
NA VERDADE, VOCÊ É UM IDIOTA DIGNO DE PENA!!!!
Se você quer ganhar as provas, treine o máximo que você conseguir, da 
melhor forma possível. 
Se mesmo assim não conseguir, fique satisfeito por estar fazendo o seu 
melhor e não tenha assa atitude desprezível que só faz mais a você e ao desporto.
Sei que falar esse tipo de coisa não adianta muita coisa… 
Pelo mesmo fato já citado no título: 
A pessoa que se dopa é idiota…
 Então não assimila bem as informações… 
Mas de qualquer forma, acho importante expor a opinião.
Visto em: http://www.praquempedala.com.br/blog/opiniao-doping-no-ciclismo-
amador-a-atitude-mais-idiota-que-um-atleta-pode-ter/

                                                                                                                         MM

4º Rota BTT Barrancos.

4º Rota BTT Barrancos


Onde?

Inscreva-se já!
Barrancos, Beja

Quando?

Domingo, 21 de Fevereiro de 2016 às 09:00
Inscrições até: Quarta, 17 de Fevereiro de 2016 às 23:59

Quanto?

InscriçãoAlmoçoAcomp.
12.00 6.00 €10.00 €

Mais informações?

Para obter mais informações acerca deste evento clique no botão abaixo.

Detalhes do evento

MM

Exorbitâncias.

MM

Embarrassing cycling problems, and how to prevent them.


See here:
http://www.cyclingweekly.co.uk/fitness
/embarrassing-cycling-problems-prevent-144206


M.M.

Nova válvula vai facilitar a vida de quem usa Tubeless.

Nova válvula que vai facilitar MUITO a vida de quem usa Tubeless.

Milkit Innovative é um sistema de válvula/medidor/reabastecedor de selante para quem usa BTT. Você pode medir a quantidade de líquido e colocar mais, sem precisar tirar o pneu.
Milkit_01
É simplesmente fantástico! O sistema, na verdade, consiste de duas válvulas. Uma delas é a convencional, que todos conhecemos e a outra fica na parte debaixo, dentro do aro.
Milkit_02
Essa segunda válvula permite que você tire a válvula de fora do pneu e o ar não escape. Então você consegue colocar o bico da seringa que mede a quantidade ou reabastece o líquido do pneu.
Dessa forma, você poderá colocar mais líquido de uma forma limpa, sem ter aquela trabalheira toda de desencaixar o pneu e depois precisar de um compressor etc e tal… Massa demais!

Stowaway.

 Protóripo promete a “Solução Perfeita” para guardar a sua bike.
Um projeto no KickStarter apresentou o StowAway, um sistema que cria uma solução bastante eficiente para você guardar a sua bike em casa.
O sistema pendura a bicicleta lateralmente com um sistema de polias, para que ela ocupe menos espaço.

Selim com deposito.

Algo útil para quem gosta de um digestivo.
MM

sábado, 26 de dezembro de 2015

Loucura.

MM

Sexy Girls Bike.

Saudades do calor do verão.
MM

13 COISAS PARA SE LEMBRAR QUANDO A VIDA ESTIVER DIFÍCIL.

TENHA CALMA, TUDO PASSA...

                       
  

13 COISAS PARA SE LEMBRAR QUANDO A VIDA ESTIVER DIFÍCIL

As coisas perderam o sentido para você? Aqui estão algumas dicas que podem ajudar:

Todos nós passamos por momentos difíceis.
No entanto, alguns passam por esses momentos difíceis melhores do que outros. 

 Então, qual é o segredo?
A maior parte tem a ver com atitude.

#1. As coisas são o que são:

O famoso ditado de Buda nos diz que “é a nossa resistência às coisas que causa nosso sofrimento”.
Pense nisso por 1 minuto.
Isso significa que o nosso sofrimento só ocorre quando resistimos às coisas como elas são.
Se você pode mudar alguma coisa, então aja em conformidade.
Mude.
Mas, se você não pode mudar, então nos restam 2 opções:
Aceitar e deixar a negatividade para lá.
Nos tornarmos miseravelmente obcecados com o sofrimento. 

#2. Se você acha que tem um problema, você tem um problema:

 Muitas vezes nós somos o nosso pior inimigo.
A felicidade depende realmente de nossa perspectiva.
Se você acha que algo é um problema, então seus pensamentos e emoções serão negativos.
Mas, se você acha que está passando por algo que pode aprender, então, de repente, isso não é mais um problema. 

#3. A mudança começa em você mesmo:

O seu mundo exterior é um reflexo do seu mundo interior.
Você não conhece pessoas que as vidas são caóticas e estressantes?
 E não é verdade que, em grande parte elas se sentem assim por dentro?
Nós gostamos de pensar que as mudanças em nossa rotina nos mudam.
Mas, dando um passo atrás, precisamos mudar a nós mesmos antes que as circunstâncias mudem. 

 #4. Não existe aprendizagem maior do que falhar:

Você deve eliminar a palavra fracasso de seu vocabulário.
Todas as grandes pessoas que já alcançaram alguma coisa falharam.
Thomas Edison disse algo como “eu não falhei em inventar a lâmpada, eu encontrei primeiramente, 99 maneiras de que a ideia não funcionava”.
Tire as chamadas falhas do caminho e aprenda alguma coisa com elas.
Depois disso, aprenda como fazer melhor da próxima vez. 

 #5. Se algo não acontece como planejado, significa que o melhor aconteceu:

Isso é bem difícil de acreditar, mas é a mais pura verdade.
Normalmente, quando olhamos para trás em nossa vida, somos capazes de ver por que essa era a melhor alternativa.
Talvez o trabalho que você não conseguiu, teria feito você passar mais tempo longe da sua família, e o que você conseguiu era mais flexível.
Apenas tenha fé que tudo acontece exatamente do jeito que deveria. 

 #6. Aprecie o presente:

Este momento nunca voltará. E há sempre algo precioso a cada momento. Então não o deixe passar por você em branco.
Em breve será apenas uma lembrança. Mesmo que momentos que não parecem felizes possam ser encarados como algo que você pode perder, algum dia. 

 #7. Deixe o desejo de lado:

A maioria das pessoas vive com a mente anexada a desejos.
Isso significa que nossas mentes ficam ligadas a um desejo e quando não realizamos esses desejos, nossas emoções despencam em negatividade.
Em vez disso, tente praticar uma mente isolada.
Isso significa que, quando você quer algo, você ainda será feliz conseguindo ou não.
Faça com que suas emoções permaneçam felizes ou neutras. 

#8. Compreenda e seja grato por seus medos 

O medo pode ser um grande professor.
 E vencer o medo também pode fazer você se sentir vitorioso.
Por exemplo, muita gente tem medo de falar em público (esse é um dos 3 principais medos dos seres humanos).
Então, quando você perder o medo e conseguir falar de maneira bem humorada na frente de todos, vai se sentir vitorioso.
Superar seus medos requer apenas prática.
O medo é apenas uma ilusão e, acima de tudo, é opcional. 

 #9. Experimente a alegria:

Acredite ou não, muitas pessoas não deixam de se divertir com o que acontece ao seu redor.
E, muitas vezes essas pessoas nem sabem porque se divertem nessas situações.
Algumas pessoas são realmente viciadas em seus problemas e o caos envolvido nisso tudo faz com que eles nem saibam quem são.
Portanto, permita-se ser feliz.
Mesmo que seja apenas por um breve momento, é importante se concentrar em alegria, e não em dificuldades. 

 #10. Não se compare com os outros:

Mas se você se comparar, compare com quem tem menos do que você.
 Está desempregado?
Seja grato por viver em um país que dá seguro desemprego, porque a maioria das pessoas do mundo vive com menos de 550 €.
Você não se parece com a Angelina Jolie?
Acredito que existem mais pessoas que não se parecem do que pessoas que parecem. 

 #11. Você não é uma vítima:

Você precisa parar de ver tudo pelo seu próprio ponto de vista.
Você é apenas uma vítima de seus próprios pensamentos, palavras e ações.
Ninguém faz alguma coisa contra você.
Você é o criador de sua própria experiência.
Assuma a responsabilidade pessoal e perceba que você pode sair de suas dificuldades.
Nós só precisamos começar a mudar pensamentos e ações.
 Abandone a sua mentalidade de vítima e torne-se um vitorioso. 

 #12. Tudo muda:

E isso também vai passar.
Quando estamos presos em uma situação ruim, pensamos que não há nenhuma maneira de resolver os problemas.
Achamos que nada vai mudar.
Mas uma hora tudo muda.
Nada é permanente, exceto a morte.
Então, saia do hábito de pensar que as coisas serão sempre assim. Elas não serão.
Mas você precisa agir para que as coisas mudem.
Isso não vai acontecer magicamente por conta própria. 

 #13. Tudo é possível:

Milagres acontecem todos os dias.
E realmente eles acontecem.
Confie e acredite que tudo é possível.
Coisas incríveis acontecem o tempo todo.
Você só precisa acreditar nisso e, agir em conformidade. 
Uma vez que você fizer isso, você já ganhou a batalha.

Fonte: Este artigo foi adaptado do original, “13 Things to Remember When Life Gets Rough”, do Lifehack.

MM