quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Honda Apresenta Concept A Pensar Nos Ciclistas.

Honda Civic Tourer Active Life (3)Foi uma das grandes surpresas do Salão Automóvel de Frankfurt, é mais um exemplo de que o ciclismo tem cada vez mais peso… inclusivé entre as marcas de carros. Chama-se Honda Civic Tourer Active Life Concept, e combina uma linha futurista, com uma série de inovações a pensar nos ciclistas.
Honda Civic Tourer Active Life (2)Espaço e estilo são os conceitos inerentes a este protótipo, que alia uma cor forte azul metalizado e linhas elegantes mas também desportivas com a funcionalidade de se adaptar a um estilo de vida ativo, com a possibilidade de transporte no tejadilho. Com jantes de 18 polegadas, este Honda Civic Tourer Active Life Concept tem um desenho personalizado para os para-choques, com um look mais desportivo em relação à versão original do modelo.
Honda Civic Tourer Active Life (4)Civic Tourer Active Life ConceptCom uma capacidade de carga total de 1668 litros, proporcionados devido ao posicionamento central do depósito de combustível, este concept conta com um suporte de apoio para transportar bicicletas e ainda com acessórios de manutenção como uma bomba de ar integrada, uma maior luz traseira e um para-sol maior. Uma caixa de ferramentas, um porta garrafas e um suporte para a roda dianteira de uma bicicleta são algumas das características que fazem deste protótipo o sonho para qualquer ciclista.
Honda Civic Tourer Active Life (1)No interior, do concept destaque para pormenores como as costuras em azul no volante e na alavanca da caixa de velocidades, com teto negro e bancos de coro e camurça , incluindo ainda uma faixa em carbono que se estende do centro até às zonas externas superiores do assento
MM

Passeio convívio de Natal BTT Vicentino.

MM

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Velocípede de Star Wars.

Velocípede de Star Wars: O Retorno do Jedi.

As crianças australianas vão poder reviver a perseguição na floresta de Endor, do filme Star Wars: O Retorno do Jedi, com velocípedes pelas ruas de Adelaide.

A companhia australiana ToyMonster anunciou o lançamento de um velocípede no estilo das motos voadoras Imperial Speeder Bikes. A Toy Monster adaptou o design de seu velocípede Lean Monster para ficar com o estilo da Imperial Speeder Bike.

O triciclo Speeder Bike vai ser vendido apenas na Austrália e não teve o preço divulgado.
O velocípede é bem legal, mas em 1984 a Huffy fez uma promoção nos EUA com uma versão do velocípede Speeder Bike bem mais legal que a australiana ( foto abaixo).
MM

Produção Fotográfica Isabel Caetano.


Model: Isabel Marisa Caetano
Photographer: João Fonseca Photographer
Style: Cristina Macedo Atelier de Alta Costura
& Style: Bergcycles
Hairstyle: Dora Cabeleireiros
Make Up: Daniela Pires make Up & Beauty
Style Nails: GiNails - Regina Cardoso
Special Thanks: Your Hotel & Spa Alcobaça

Vêr o resto em: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.876160605833480.1073741846.322542197861993&type=3&pnref=story

MM

Treinar para o btt com bicicleta de estrada, qual a lógica?

versus
Treinar para o btt com bicicleta de estrada, qual a lógica?
Os atletas de btt treinam frequentemente com a bicicleta de estrada, isto deve-se a algumas razões que os atletas facilmente argumentam:
  • O desgaste é menor e logo a manutenção é mais barata comparativamente a uma btt.
  • É mais prático e seguro treinar sozinho na estrada, ao invés de procurar trilhos para o fazer, ou mesmo que seja em trilhos já conhecidos, trilhos são sempre pouco frequentados face à estrada.
  • Com a chegada do inverno, a chuva e a noite a aparecer mais cedo, torna-se ainda mais perigoso treinar em trilhos.
  • Consegue-se fazer mais quilómetros na estrada (mas hoje treinar por quilómetros é o equivalente a ter um rádio de válvulas na quando temos o MP3)
E poderia acrescentar mais algumas, todas elas válidas da perspectiva do utilizador. Mas há uma questão fundamental que se sobrepõem a todos e quaisquer argumentos.

Até que ponto treinar na bicicleta de estrada, se traduz em beneficio para quem ao fim de semana compete em btt?

O treino significa preparação para…
Deve então simular ao máximo o objetivo para o qual está a ser desenvolvido, caso contrario não é treino, ou pelo menos não para o que inicialmente nos propusesmos.
rally
 Imagine um piloto de Rally, que passa a semana toda a treinar num carro de Formula 1 para correr ao fim-de-semana no seu carro habitual de Rally.
Formula1
Alguém que se prepara para enfrentar um desafio no deserto, não tem lógica fazer a sua preparação em estrada em pleno inverno chuvoso. Isto porque o treino deve reproduzir o mais possível o desafio para o qual nos preparamos.
O ciclismo de estrada é especialmente propicio para desenvolver a cadência(aliás é esta atualmente a grande tendência), o trabalho aeróbio é aqui bem reforçado, pode-se também aqui trabalhar os regimes anaeróbio é claro, mas vamos manter focados que nos referimos esta ferramenta para os atletas de btt.
Fazem-se quilómetros e quilómetros e diz que se treinou. Há quem treine no asfalto a semana toda para correr em btt á semana, se perguntar-mos, frequentemente a resposta assemelha-se a isto: 80% com a bicicleta de estrada, 20% com a de btt, são expressões deles (dos atletas) e esta distribuição é na melhor das hipóteses.
Comparado com o ciclismo de estrada, no btt as cadências são mais baixas, mais irregulares, marcadas por bruscas interrupções e arranques brutais, constantemente os regimes anaeróbios são solicitados iniciados por grandes cargas de força muscular, há uma enorme alternância e pouca possibilidade de relaxamento, mesmo a descer no caso de grandes maratonas a tensão muscular é constante devido ás irregularidades dos terrenos.
As bicicletas 29er de btt vieram agravar a diferença face ás estradistas, a inércia a mover em cada pedalada, a largura dos guiadores que nas de estrada mantêm-se a norma da “largura dos ombros” e os pneus que para acompanhar as rodas tornaram-se mais largos e com maior contacto com o solo, numa única palavra: atrito.
As bicicletas de estrada são construídas em função do menor atrito possível, a inércia proveniente das rodas é extremamente reduzida devido a aros estreitos e leves, pneus finos e rolantes, ao qual se soma uma posição muito mais aerodinâmica, reduzindo o atrito aerodinâmico. Se o treino cardio-respiratório pode ser aqui reproduzido e transferido para o btt, a capacidade de resposta muscular fica muito aquém do potencial do atleta. Logo é tempo de repensar o treino.

Estaremos mesmo a reproduzir o momento para o qual nos preparamos?

A resposta é NÃO!

Quanto mais não seja, onde fica a adaptação à bicicleta? Onde o atleta deve funcionar em perfeita simbiose com o equipamento com se de uma extensão do próprio corpo se tratasse!
A bicicleta de estrada em toda a sua essência é uma excelente ferramenta de preparação para uma época de btt, se utilizada na altura certa e na dose certa, assim com a corrida, a natação, o ginásio e até o surf!
Fica a dica ;)
Visto em: https://oprojetopedal.wordpress.com/2014/06/25/treinar-para-o-btt-com-bicicleta-de-estrada-qual-a-logica/
MM

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Praças (Im)possíveis.


Praças (Im)possíveis é uma exposição com bikes que viram praças

Bikes podem virar praças, creia / FOTO Divulgação
As exposições na região da Vila Madalena, definitivamente, podem nãrro ter apelo blockbuster como as grandonas do MIS, mas estão em grande fase, discutindo uma São Paulo melhor.
Além da água de Mauro e Mundano, vejam esta que abriu sábado (14/3).
Praças (Im)possíveis reúne bicicletas que se expandem e viram minipraças. Iniciativa duca da galera do coletivo BijaRi.

MM

Desviador longo, médio ou curto?

Como escolher um desviador traseiro
Alem do preço, desempenho e peso, uma variável é o comprimento do “Cage” (armação em português mas aqui vamos nos referir em inglês, que é padrão no mercado nacional). 
Mas qual o papel desta peça e como pode mudar o desempenho de sua pedalada.
Cage longo, médio ou curto?

Veja as vantagens e desvantagens do desviador longo e curto:

desviador longo

p4pb8053131
É mais comum em bikes de 27 ou 30 velocidades e é recomendado especialmente para o Cross Country e competições no estilo Marathon para segurar o excesso de corrente nas combinações de coroa e pinhão pequenos. Basicamente você raramente vai usar estas combinações, mas o desviador mantém a corrente sob tensão independente da combinação coroa X pinhão. A desvantagem é que mesmo funcionando bem em todas as combinações, ela vai chicotear e acertar o quadro. O desempenho das trocas cai em terrenos extremamente irregulares, devido aos movimentos involuntários. A vantagem prática é que ela suporta a tensão da corrente, independente da combinação.

desviador Curto

1351601204145-dusw1th1s7gr-960-540
Ele da-te a vantagem de uma melhor tensão na corrente, proporcionando trocas mais precisas e o desviador não atinge o quadro. A troca de marchas também é mais silenciosa. Mas, um desviador mais curto não pode ser usado em bikes de 27 velocidades. Como se sabe, a corrente tem que ser comprida o suficiente para comportar a relação coroa e pinhão grandes, com a sobra de dois links. Se seguirmos esta regra e instalar um  desviador curto, usando o pinhão menor com a coroa pequena, vai fazer com que a corrente caia.

Porque um desviador pequeno oferece melhor tensão e trocas mais precisas com o mesmo comprimento de corrente?

De acordo com as leis da mecânica, o desviador age como uma alavanca. Quanto maior a alavanca, mais fácil é move-la contra uma força fixa, em nosso caso, a mola do desviador que mantem a mesma tensão independente do comprimento do desviador. Uma corrente que chicoteia pode ser representada como a força agindo na alavanca ( no caso aqui, o Cage) e coloca tensão na mola. desviador longo é fácil de mover enquanto o desviador curto é mais pesado de mover.
Levando em consideração que normalmente as MountainBikes usam cassetes com pinhões de 11-34 dentes, temos a seguinte regra:
– 1 coroa = desviador curto
– 2 coroas = desviador médio
– 3 coroas = desviador longo
Se você usa apenas uma coroa pode usar um desviador curto. Independente do tamanho da coroa não afecta a capacidade do câmbio, bastando apenas alongar ou encurtar a corrente.

MM

domingo, 15 de novembro de 2015

Bicicletário feito com bikes recicladas.

Bicicletário é feito com bikes recicladas

E se você pudesse estacionar a sua magrela em um bicicletário sustentável?
Cover Bike (Capa de Bicicleta), como é chamado, é uma ideia da empresaZ-Black, que procura oferecer uma estrutura simples, prática e inteligente, para guardar a sua bike de maneira sustentável.
Feito de bicicletas recicladas e com um visual inovador, o suporte pode comportar até oito veículos ao mesmo tempo. 
Posicionado de maneira erecta, é preciso apenas encaixar a roda dianteira no local indicado, baixar a estrutura e proteger com um cadeado. 
São cinco utilidades em uma:
  1. Proteção contra o sol;
  2. Tem espaços disponíveis para publicidade;
  3. Faz o uso de energia renovável (uma luz LED é acionada quando a estrutura baixa sobre a bicicleta);
  4. Foi desenvolvido a partir de materiais reciclados;
  5. Necessita de pouco espaço para instalação.
Bicicletários como este poderiam fazer muita diferença nas cidades brasileiras, não é verdade?
Com informações do Ideias Green

MM

DRIFT COM BIKES?

DRIFT COM BIKES? SIM E É SENSACIONAL....

Bikes modificadas para Drift vêm a fazer sucesso!!!






Vídeo com assinatura de Devin Supertramp vocês já sabem o que esperar, certo? 
Nada menos que algo espectacular.
 E esse cumpre o promete. 
Devin reuniu, mais uma vez, sua turma para correr com elas nas ruas de North Island usando bikes motorizadas praticando drift. Isso mesmo. 
Só de imaginar já é louco. portanto, confira aí no vídeo abaixo:

MM

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

EMEL investe 28,9 milhões em rede de 1.400 bicicletas partilhadas em Lisboa.

A Empresa de Mobilidade e Estacionamento de Lisboa (EMEL) anunciou, esta quinta-feira, que vai investir, ao longo dos próximos nove anos, 28,9 milhões numa rede de 1.400 bicicletas partilhadas, distribuídas por 140 locais da cidade.
A rede está distribuída pela zona alta da cidade e pela frente ribeirinha
A rede entrará em funcionamento em 2016. - See more at: http://www.dinheirovivo.pt/economia/emel-investe-289-milhoes-em-rede-de-1-400-bicicletas-partilhadas-em-lisboa/#sthash.0lZcW9D9.dpuf
Até 19 de novembro, decorre um concurso público, promovido pela EMEL, para a “aquisição, implementação e operação do Sistema de Bicicletas Públicas Partilhadas (SBPP) na cidade de Lisboa”, que tem um valor base de 28.904.000 euros e um prazo contratual de 108 meses – nove anos -, segundo a informação publicada em Diário da República. A EMEL explica que “o concurso agora publicado pretende identificar e contratar a empresa que vai fornecer e instalar toda a parte física do sistema, nomeadamente as 1.400 bicicletas e as 140 estações [postos de recolha] que estarão espalhadas em zonas estratégicas ao longo da cidade de Lisboa”.
 “A empresa selecionada ficará ainda responsável pela gestão operacional do SBPP, incluindo a sua manutenção e logística operacional ao longo de nove anos”, acrescenta. No anúncio do concurso, a EMEL salienta que os critérios de adjudicação se centram na “proposta economicamente mais vantajosa”, pelo que o preço vale metade (50%) no coeficiente de ponderação.
Ao mesmo tempo, a empresa municipal quer que a entidade vencedora tenha “experiência de utilização da bicicleta” e “componentes funcionais da bicicleta”, valendo estes fatores 30% e 10%, respetivamente. A EMEL vai ainda ter em conta a imagem do sistema das bicicletas partilhadas, fator que também vale 10%.
Na informação enviada à Lusa, a empresa municipal frisa que “assegurará […] em conjunto com a Câmara todo o planeamento da rede e tarifário do SBPP, a sua evolução ao longo do tempo e a integração com outras soluções tecnológicas que contribuam para melhorar a mobilidade na cidade”. Em junho, em declarações à Lusa, o presidente do conselho de administração da EMEL, Luís Natal Marques, anunciou que a empresa iria criar uma rede de 1.200 (agora passaram a ser 1.400) bicicletas partilhadas, distribuídas pela zona alta da cidade e pela frente ribeirinha, projeto que deverá estar em funcionamento no próximo ano.
No Plano de Atividades e Orçamento 2015 da EMEL, aprovado em maio pelo executivo municipal (de maioria PS), está inscrita uma verba de perto de dois milhões de euros para “estudo e desenvolvimento” desta rede de bicicletas. Já no Plano de Atividades e Orçamento 2016, que será discutido na reunião camarária da próxima quarta-feira, a implementação do sistema de ‘bike sharing’ é um dos objetivos operacionais, para o qual serão alocados cerca de 2,4 milhões de euros.
 A EMEL projeta para 2016 um volume de resultados líquidos de 206 mil euros, espera uma receita das vendas e prestações de serviços na ordem dos 32 milhões de euros e prevê gastar com pessoal e serviços externos mais de 28 milhões de euros.
Com um passivo de 53,6 milhões de euros, aquela empresa espera ainda arrecadar com a sua operação 40 milhões de euros, mais de metade através dos parquímetros (23,8 milhões de euros).

MM

Pedalar na Cidade


Andar de bicicleta na cidade é fácil. Mais difícil é sair do sofá.

IUC - Imposto Único de Circulação e a isenção das bicicletas.
Os média estão ao rubro com as recentes alterações ao Código da Estrada. Eu tenho querido muito escrever sobre isso aqui, a sério. Mas depois leio os comentários às notícias e dá-me mais para rir. E chorar.

Uma acusação típica de muitos fóruns ou redes sociais é o pagamento de Imposto Único de Circulação de que as bicicletas estão isentas (o código chama-lhes velocípedes, porque o código é muito erudito). No meio de troca de argumentos (cof cof...) sobre a utilização da bicicleta como meio de transporte, há sempre o momento em que a fava é trincada com toda a convicção:

"Então mas se as bicicletas andam na estrada, porque é que não pagam o Imposto de Circulação??"

Pronto, está lançado o caos. As bicicletas não deviam poder circular, porque não pagam Imposto. Eu chamaria a isto inveja, mas na verdade é burrice porque estão a dizer que querem perder um benefício que também os atinge, visto que qualquer um pode possuir e conduzir uma bicicleta. E a grande maioria já o fez, mesmo que com 5 anos.

Mas vamos tomá-los a sério por cinco minutos. O que é que diz, afinal, a Lei sobre o IUC? Eu sou um tipo das leis, tinha que ir ver:
"Código do Imposto Único de Circulação
Capítulo I 
Princípios e regras gerais 

Art.º 1.º
Princípio da Equivalência

O imposto único de circulação obedece ao princípio da equivalência, procurando 
onerar os contribuintes na medida do custo ambiental e viário que estes provocam, 
em concretização de uma regra geral de igualdade tributária.
...

Art.º 5.º
Isenções

1 - Estão isentos de imposto os seguintes veículos:
...
d) Veículos não motorizados, exclusivamente eléctricos ou movidos a energias
renováveis não combustíveis, veículos especiais de mercadorias sem
capacidade de transporte, ambulâncias, veículos funerários e tractores
agrícolas;"


Quer dizer que o IUC se destina a obrigar quem adquire um veículo a motor a uma compensação pelo custo ambiental e viário que provocam. Ora então, vamos imaginar por uma loucura de segundos que se aplicava o mesmo princípio às bicicletas. Qual seria o valor a aplicar?

Ora
neste simulador, ficamos a saber que uma mota com 125cc (poupando-vos trabalho, é a Tabela E) pagará em 2014 €5,49. Uma 125cc é o veículo mais simples que pode ser taxado ("O quê, abaixo disso também não pagam? Fim aos ciclomotores nas estradas JÁ!!"). Será dos que menos poluí e menor impacto na rede viária tem. Mas ainda assim são máquinas para pesar uns 180kg e sempre funcionam a motor, pelo que poluem bem mais que praticamente zero, que é o que polui a bicicleta.

Numa conta simples, uma bicicleta pesará cerca de 10 vezes menos que a mota 125cc (18kg, umas pesam mais mas a maioria pesa menos). Se pesa 10 vezes menos, o IUC também deve logo, à cabeça, ser 10 vezes menor, porque o desgaste na via tem essa proporção:

Resultado: €0,549 de IUC.

Mas tendo em consideração o custo ambiental, este valor tem ainda que ser reduzido, porque a bicicleta, não funcionando a motor, produz bem menos de metade da poluição num mesmo percurso. Talvez 2%, considerando pneus, óleo na corrente e desgaste das peças.

Ora 2% de €0,549 são... €0,01098, que é como quem diz UM cêntimo. Um cêntimo?? Seria este o valor proporcional do IUC de uma bicicleta e é por ele que tantos fazem tanto barulho? É realmente importante cobrar um valor inferior ao custo da folha onde imprimiríamos o comprovativo de pagamento (Ouch, mais um custo ambiental - cinco milhões de folhas no mundo)?

Ah, e 5 milhões de bicicletas X €0,01098 = €54.900,00. Presumindo que alguma vez haveria o registo dessas cinco milhões de bicicletas, claro. Cinquenta e quatro mil e novecentos Euros. Dá para tapar uns 200 metros de buracos na estrada, presumindo que a burocracia do Estado não gasta mais do que cobra, que seria o mais provável.

Já agora, vejam na alínea e) do referido art.º 5.º do Código do Imposto Único de Circulação quem mais está isento: Os táxis. Sim, os táxis a motor não pagam pelo impacto que causam na via e na poluição que provocam. Mas as bicicletas, meus amigos, essas marotas, não lhes perdoem!

Por mim, para não me chatearem mais, até pago já os meus sete cêntimos, só para não ter que os ouvir.
Onde é a caixa de pagamento?
Transcrito de: http://pedalarnacidade.blogspot.pt/2014/01/iuc-imposto-unico-de-circulacao-e.html
MM

Estrada Viva

Domingo, estamos lá para marcar a diferença e homenagear todos aqueles que nos deixaram vitimas das estradas.


MM

Mulheres Ciclismo jerseys-xxl

Especificação do item

Tipo de Item:
Camisetas de Times
Esporte:
ciclismo
Cutomizado:
Sim
Característica:
Respirável,Secagem Rápida,Resistente ao Vento,Anti-suor
Gênero:
Mulheres
Tecido:
Tricotado
Material:
Poliéster,Lycra
Estação:
Verão
Comprimento da Manga:
Manga Curta
Zipper Length:
Full Zipper
Modelo Número:
CC0307
color:
as shown
feature:
breathable
gender:
women
place of origin:
china
O pacote inclui:
1 Parte Jacket x bicicleta
1peça x Shorts de bicicleta com Pad
Detalhes do produto:
HTB1LiceFVXXXXX8apXXq6xXFXXXmHTB1rCdAGXXXXXXpaXXXq6xXFXXXmHTB1oFtFGXXXXXbeaXXXq6xXFXXX0HTB1sJiCGXXXXXcFaXXXq6xXFXXXJHTB1kSUtGXXXXXahaXXXq6xXFXXXJHTB1PqZbFVXXXXX4aXXXq6xXFXXXE
Nosso Jersey características:
1, tecido altamente respirável
360______20140523210031846
2, 3D antimicrobiana almofada de silicone
360______20140523210250534360______20140523210313350_0001
3, alta elástica calças de tecido
360______20140523210348853
Entre em contato connosco
  • Toda a comunicação é feita através de Mensagens AliExpress apenas . Se você tiver alguma dúvida, Por favor, use o "agente" ou "Pergunte ao vendedor uma pergunta" link no eBay para me e-mail a qualquer momento.
  • Nós responderemos dentro de 1-2dias úteis do seu pedido de informação. Se você não obter resposta no prazo de 2dias úteis. Por favor, envie a mensagem novamente.
  • Tempo de trabalho: segunda a sábado
Método de pagamento
  • Nós Só aceitamos Paypal (Paypal aceita cartão de crédito, cartão de débito, discover, etc.)
  • O pagamento deve ser receber dentro de 7dias do encerramento do leilão. Por favor, deixe-me saber se você não pode pagar por qualquer motivo. Eu vou lhe enviar uma solicitação para cancelar a ordem. ou item não remunerado será arquivado sem receber pagamento.
Processamento de pedidos
  • Quando você paga, verifique se o endereço correto e número de telefone (de preferência capaz de fornecer).
  • Após os itens foram enviados, os números de rastreamento será preenchida ver detalhes do pedido.
  • Consulta número de rastreamento : O comprador pode consultar através do site postal local, ou entre em contato conosco
Grátis
  • Ordens será lançado dentro de 3dias úteis após o pagamento foi desmarcada. Ordens de sábados, domingos ou feriados processará no próximo dia útil e serão navio dentro de 24horas. Por favor, aguarde 10-30dias para entregas internacionais. Alguns embarques poderiam demorar mais sujeita a suas autoridades aduaneiras locais.
  • Combine desconto de transporte oferecido. Por favor, não hesite em contactar-nos para combinar desconto de transporte. Para qualificar o desconto, um pagamento total deve ser feita para itens combinados.
  • Para os itens com defeito, custo de transporte de retorno e custo de transporte subseqüente substituição seriam suportados pelo vendedor. Comprador deve contactar-nos com o número do item, EBay ID e descrição defeito no prazo de 7dias após a data do pacote chegou. Nenhuma reclamação será aceita após 7dias.
Sobre o feedback
  • Se você está insatisfeito por qualquer motivo, por favor donot ser rápido para deixar um feedback negativo/neutro. Nós trabalhamos duro para ter certeza Cada cliente 100% satisfeito E resolver qualquer problema para você e sempre deixar feedback positivo para todos os nossos clientes.
  • Se você está satisfeito com nosso serviço, por favor, dê-nos um feedback positivo e quatro de 5-estrelas. Obrigado, tenha um bom dia!

Detalhes do pacote

Tipo de unidade:
piece
Peso do pacote:
0.350kg (0.77lb.)
Tamanho do pacote:
20cm x 15cm x 15cm (7.87in x 5.91in x 5.91in)
MM

Sexta Feira 13.



Miauuuuu
Boa sexta 13.
MM

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

30 ideias criativas de reciclagem.


30 ideias criativas de reciclagem para dar um novo uso a objetos velhos.
Reciclagem é incrível: é o prazer de transformar algo velho que você já não usa mais ou até mesmo lixo em algo novo e útil.
Se você está à procura de ideias para reutilizar material antigo, confira a lista abaixo. No geral, os objetos são todos fáceis de fazer por conta própria (embora alguns sejam mais difíceis de encontrar, como partes de um antigo Boeing).

1. Bicicleta velha em lustre

reciclagem lixo em coisas novas 1
                  
reciclagem lixo em coisas novas 1-

2. Piano velho em prateleira de livro

reciclagem lixo em coisas novas 2

3. Trampolim velho em balanço

reciclagem lixo em coisas novas 3

4. Partes antigas de submarino em lareira

reciclagem lixo em coisas novas 4

5. Barco antigo em sofá ao ar livre

reciclagem lixo em coisas novas 5

6. Piano antigo em fonte

reciclagem lixo em coisas novas 6

7. Paletas em cinema caseiro

reciclagem lixo em coisas novas 7

8. Mala antiga em armário de remédio

reciclagem lixo em coisas novas 8

9. Motor de Boeing 747 em mesa de conferência

reciclagem lixo em coisas novas 9
reciclagem lixo em coisas novas 9-

10. Vaso quebrado em jardim mágico

reciclagem lixo em coisas novas 10

11. Barco antigo em cama flutuante

reciclagem lixo em coisas novas 11

12. Berço em mesa

reciclagem lixo em coisas novas 12

13. Bicicleta em pia

reciclagem lixo em coisas novas 13

14. Piano em aquário

reciclagem lixo em coisas novas 14

15. Mala em cama de gato

reciclagem lixo em coisas novas 15

16. Cabides em cadeira

reciclagem lixo em coisas novas 16

17. Skate em balanço

reciclagem lixo em coisas novas 17

18. Tubos de ferro em abajur

reciclagem lixo em coisas novas 18

19. Carro em mesa de bilhar

reciclagem lixo em coisas novas 19

20. Scooter em cadeira de balanço

reciclagem lixo em coisas novas 20

21. Garrafas em cabides

reciclagem lixo em coisas novas 21

22. Caixas em estante

reciclagem lixo em coisas novas 22

23. Globos em lâmpadas

reciclagem lixo em coisas novas 23

24. Cama em jardim de flores

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

25. Garrafa de vinho em lâmpada

reciclagem lixo em coisas novas 25

26. Latas velhas e um cabide em castiçais

reciclagem lixo em coisas novas 26

27. Garrafas de vinho em colheres de cozinha

reciclagem lixo em coisas novas 27

28. Carro em balanço

reciclagem lixo em coisas novas 28

29. Canos em vasos futuristas

reciclagem lixo em coisas novas 29

30. Garrafa de vinho em abajur

reciclagem lixo em coisas novas 30

MM