domingo, 7 de junho de 2015

As top de estrada III.

Dogma 60HM.1K


A Dogma 60.1 é uma obra de arte sobre duas rodas, desde a beleza de suas formas à tecnologia utilizada em sua construção. Veja as principais características de bicicleta incrível.

O carbono




O carbono utilizado na Dogma é o 60HM1K. A fibra utilizada para fazer a trama de carbono possui de 5-8 micromilimetros (milionésimo de milímetro) e é feita através da oxidação, pirólise e carbonização da poliacrilonitrila. É considerado o material com maior capacidade de suportar pressão no mercado. O 60HM significa que a fibra suporta 60 toneladas por polegada quadrada. O 1K significa 1000 fibras por centímetro quadrado. Por ser tão resistente, é possibilitada a utilização de menos material na fabricação, fazendo com que o quadro da Dogma pese apenas 900 gramas e seja extremamente rígido.

Outra tecnologia utilizada é a Taroyca Nanoalloy, nanotecnologia que praticamente faz com que o carbono se auto-regenere, evitando que microfissuras se transformem em rachaduras no quadro.

Assimetria
Bicicletas de corrida sofrem pressões de forma assimétrica em sua estrutura. Isso ocorre porque que o sistema de transmissão está todo localizado do lago direito da bicicleta. Essa força assimétrica causa torções no quadro que reduzem a quantidade de força transmitida dos pedais para o chão, ou seja, existe uma ligeira perda de velocidade. Além de causar pontos de estresse no quadro, que com o tempo acabam fragilizando a bicicleta.
Para solucionar isso a Pinarello fez modificações em partes específicas do quadro da Dogma, compensando as forças exercidas assimetricamente na bicicleta.

MM




Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.