sábado, 31 de maio de 2014

Visitantes do Rock in Rio não aderem à bicicleta apesar dos incentivos...

Campanha para usar bicicleta nas deslocações ao festival não surtiu efeito
Campanha para usar bicicleta nas deslocações ao festival não surtiu efeito
Um dos maiores problemas para os milhares de pessoas que vão ao Rock in Rio é chegar, e principalmente sair, do festival, mas o parque de bicicletas gratuito e seguro junto da entrada está praticamente vazio.
Este ano, pela segunda vez, foi construído um local para quem quer chegar ao Parque da Bela Vista de bicicleta, o que evita as horas à espera de táxi ou muitos quilómetros a pé de madrugada, depois dos concertos.
Ainda assim, no final da tarde de sexta-feira, com milhares de pessoas a confluírem para o Rock in Rio, estavam no recinto seis bicicletas, metade de estrangeiros. António Baganha, responsável no local, confessa à Lusa não ter uma explicação mas admite que a iniciativa foi pouco divulgada.
É difícil de saber, “as pessoas estão mal informadas, talvez”, diz à Lusa, ele mesmo um aficionado das bicicletas e que chega todos os dias, e parte todas as noites, montado na sua.
António Baganha vive em Lisboa, na zona de Benfica, e sabe bem que é possível chegar ao Parque da Bela Vista, onde acontecem cinco dias de música que juntam centenas de milhar de pessoas, através de ciclovias.
E nem lhe é difícil fazer as contas. Do lado de cima da entrada principal do recinto há uma ciclovia que passa na Rotunda do Aeroporto, Avenida do Brasil e depois Campo Grande. Pode-se ir por ela até Benfica e Parque Eduardo VII. Mas para quem quer ir para sul, para os lados do Parque das Nações, também terá ciclovia.
Não há portanto razão para tão pouca afluência. Além da fácil acessibilidade, o local para as bicicletas está aberto das 16:00 às 04:00, é seguro e é gratuito. E conta António Baganha que tem ainda outra vantagem: um mecânico presta auxílio a quem tiver no caminho algum “acidente”. “Conserta furos, afina as bicicletas, faz de tudo um pouco”, explica Baganha.
Na noite de quinta-feira, quando a banda Rolling Stones atuou no Rock in Rio, estiveram no Parque da Bela Vista mais de 90 mil pessoas. No outro parque, com 69 lugares, estavam 30 bicicletas.
Diz António Baganha que bem arrumadas podem ficar mais de 69 mas pelo andamento nunca vai ter esse trabalho.
Na noite de quinta-feira, depois do concerto, registaram-se filas enormes de automóvel, as linhas de pedido de táxi entupiram e deixaram mesmo de responder e muitas pessoas caminharam quilómetros para poder regressar a casa. Não foi divulgado qualquer problema envolvendo bicicletas.Lusa

Ana M.

Dia Mundial sem Tabaco.

FUMAR PARA QUÊ??
Sabias que...?
Existem dois dias ligados ao tabagismo? O dia 17 de Novembro – Dia do Não Fumador e o dia 31 de Maio – Dia Mundial Sem Tabaco?!!
  Fumar MATA! É a causa de um número muito elevado de mortes prematuras no nosso país, como aliás em todo o mundo.
  A adolescência representa a fatia do mercado que mais interessa às indústrias do fumo, pois dificilmente alguém se inicia no vício após os 18 a 20 anos de idade! SÊ RESPONSÁVEL! PELA TUA SAÚDE NÃO FUMES!!!
O hábito de fumar é adquirido, regra geral, durante o período da adolescência e as explicações para a sua aquisição estão hoje claramente identificadas., estão relacionadas com causas essencialmente sociais e comportamentais.
Algumas crianças experimentam o primeiro cigarro entre os 10 e os 14 anos de vida por mera curiosidade incutida pela sociedade de consumo ou para se afirmarem, em grupo, como elementos mais amadurecidos.
Depois dos 16 anos verifica-se uma etapa que se caracteriza por um dos dois tipos de atitude: pegar ou largar!
  Quem opta por fumar regularmente verifica que, a pouco e pouco, vai aumentado o número de cigarros fumados por dia...
  O cigarro contém milhares de substâncias tóxicas irritantes, cancerígenas e radioactivas!
  Fumar provoca inúmeras doenças. A doença mais vulgar associada ao consumo do tabaco é o cancro, que pode ocorrer não apenas nos pulmões, mas também na faringe, na laringe e na boca.
        Os problemas respiratórios também se agravam, podendo surgir bronquites crónicas ou enfisemas, ficando os fumadores mais susceptíveis de apanhar constipações!
        O sistema cardiovascular é igualmente afectado na medida em que o tabagismo é, sem dúvida, um risco cardíaco, favorecendo o aparecimento da Angina de Peito e do Enfarte Miocárdio.
 A lista de problemas associados ao tabaco é extensa... eis mais alguns exemplos:
    - o envelhecimento precoce com o aparecimento de rugas e cabelos brancos;
    - o cheiro do tabaco é bastante desagradável e bastante difícil de retirar das roupas e das casas, mas também leva a uma diminuição das capacidades olfactivas;
    - os dentes também sofrem as consequências do tabaco, enfraquecem e ficam amarelados;
    - o tabaco pode causar infertilidade tanto em homens como em mulheres, ocasionando ainda outras doenças do aparelho reprodutor.
    - (...)
Fumar pode duplicar o risco do mal de Alzheimer e a demência senil atinge mais os fumantes!
Segundo o Prof. J. Gorjão Clara, Coordenador do Centro de Investigação do INCP, “as «doenças do tabaco» são as mais eficazmente evitáveis de todas as doenças que enchem os tratados de medicina...porque para tanto é suficiente deixar de fumar!”
O tabaco pode provocar a mesma dependência que as drogas duras segundo um grupo de especialistas norte-americano, que reclama ajuda governamental para os fumadores que queiram abandonar o tabagismo.
    Os fumadores têm em média menos 10 anos de vida do que os não fumadores. Isto porque as substâncias absorvidas destroem alguns órgãos importantes ao mesmo tempo em que fragilizam o organismo em relação a vírus.
Nos últimos 30 anos assistiu-se a uma mudança de hábitos nas mulheres. Até aos anos 60, fumar, era um comportamento quase exclusivo do homem. Algumas décadas antes era pouco aceite socialmente, que uma senhora fumasse!
No nosso país o consumo do tabaco atinge cerca de 20 por cento da população, com predomínio de três homens e meio para cada mulher.
Infelizmente, todos somos, por vezes, fumadores passivos (aqueles que respiram o fumo dos outros). Na realidade, o fumador passivo acaba por absorver tantas substâncias tóxicas e cancerinogéneas como o fumador activo! Evita estar perto de alguém que esteja a fumar!
O número de fumadores passivos cresce a par do número de fumadores.
A Organização Mundial de Saúde estima que mais de 100 milhões de pessoas irão morrer devido ao consumo do tabaco nas duas primeiras décadas do século XXI
Existe uma linha SOS – Deixar de Fumar que é 808208888 e funciona no Instituto de Cardiologia Preventiva, das 13h às 21h.

Ana M.

terça-feira, 27 de maio de 2014

Julie Elliott...fancy a ride?

Julie Elliott...fancy a ride?

Há mulheres que caem. Que tropeçam, que se desequilibram, que se distraem. Caem de cara, de joelhos, com os cotovelos, mãos, costas ou com o rabo no chão. Há quem chore, há quem sorria. Juliet Elliott é uma ex-snowboarder, actual ciclista de bicicletas fixed gear, que quanto mais nódoas-negras tiver, maior será o sorriso que leva na cara. Cai com frequência, tudo na tentativa de ser melhor. Quem disse que forçar os limites não sabe bem?


Fez trabalhos como modelo para a Vogue italiana e acompanhou uma banda metal em digressão mundial. Juliet é londrina e é na grande cidade que trabalha na área de marketing e na sua marca de streetwear 'Hell Yeah'. Bom humor e entusiasmo caracterizam a forma como anda de bicicleta. Rápidos entre autocarros, subir passeios, derrapar em pontes, sempre com o barulho da rua como música de fundo.
Em Londres, as três primeiras bicicletas que teve foram roubadas em 3 três dias consecutivos. Elliott decidiu construir uma bicicleta com as peças mais baratas e aleatórias que lhe fossem possiveis encontrar (uma fixed gear).


"Num mundo imaginário, adorava acordar na Califórnia e tomar o pequeno-almoço na praia. Depois ia andar de bicicleta com todos os meus amigos espalhados pelo mundo. Conseguiria, magicamente, fazer todos os truques que não consigo fazer. E no final de tudo isto, iria para uma montanha que estaria miraculosamente perto, para fazer snowboard. Sem frio e muito sol. Ao final do dia sentava-me a beber cerveja e a comer pizza ou sushi, antes de ir ver uma banda ao vivo. Todos os meus amigos iam lá estar e íamos todos apanhar uma grande bebedeira. Depois regressávamos à nossa casa de montanha e no dia seguinte ninguém estaria de ressaca. E a dada altura do dia estaria a segurar num tigre bebé.", um dia perfeito para Juliet Elliott.


Gosta de gatos, da cor preto e de dias de sol. Perfume favorito: Original Musk da Kiehl's. Aos 31 anos é uma das mulheres mais queridas do desporto de duas rodas. Espera poder viajar até Bali e passear nas ruas de Tokio. Isto tudo e tempo livre para escrever músicas para a banda que tem com malta amiga. Ninguém fica indiferente a uma rapariga loira, de manga desenhada, vans calçadas e saia a andar numa bicicleta a alta velocidade. Quando forem a Londres e virem o mesmo padrão já sabem, Juliet Elliott a passar.

Ana M.

Volta ao mundo de bicicleta em defesa dos direitos das mulheres.

Uma volta ao mundo de bicicleta em defesa dos direitos das mulheres.

Uma jornalista das Ilhas Canárias (Espanha) filha de uma madeirense está a realizar a aventura “Sola em Bici”, pretendendo dar a volta ao mundo e  percorrer 34 países, sozinha, de bicicleta, em nome da igualdade de género e pleno acesso das mulheres à educação.
A viagem começou a 08 de março na África do Sul e vai durar cerca de dois anos. Cristina Spínola disse à agência Lusa que partiu nesta quinta-feira de Moçambique, mas não guarda boas recordações da passagem pelo país.
“Pensei que Moçambique seria mais fácil, mas até agora não tem sido nada, desde que cruzei a fronteira e para chegar a Maputo tudo foi uma odisseia e sem ajuda nenhuma”, afirmou.
A jornalista sublinha que “as grandes cidades sempre são mais duras”, acrescentando que “nesta rota em bicicleta tudo pode mudar de um dia para outro, são as coisas da aventura”.
Falando das expectativas, Luísa Spínola estabeleceu como objetivo “chegar à Etiópia em julho com um ‘saco’ de coisas muito positivas apanhadas pelo caminho, experiências, gente interessante” que jamais pensou encontrar.
Cristina Spínola1

“O importante é a sensação de ter feito alguma coisa para que o mundo esteja melhor e já não me importa morrer pelo caminho, porque somente o facto de ter dado este passo, ter deixado tudo e começado esta aventura dá sentido a toda a minha vida. Sinto-me realizada pessoalmente e sem medos, totalmente livre”, declara.
Segundo Cristina Spínola, este é o sentido da vida que “todas as mulheres”, devem seguir, o que passa pela mudança de mentalidades e pela cultura.
“É por isso que um dos principais objetivos do projeto é lutar pelo acesso de todas as mulheres à educação, porque é muito fácil ser-se manipulado quando se é ignorante”, opina
A jornalista pretende testar as suas capacidades de sobrevivência.
Nesta primeira fase da rota, parte de Moçambique, em direção ao oriente, percorrendo o continente africano pela costa leste até Eritreia, prevendo passar depois passar pela Arábia Saudita ou Iémen, por Omã até à Índia.
Em janeiro de 2015, começará a segunda parte da rota, na Nova Zelândia, percorrendo todo o continente americano, desde a Califórnia até à Patagónia (Argentina).
A aventura finda em dezembro do próximo ano, em Barbados, com o regresso previsto às Canárias, à boleia num veleiro.
Toda a informação relacionada com esta nova aventura poderá ser acompanhada em www.solaenbici.com, através do “rutómetro”.Lusa/Pedais.PT

Ana M.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Balanço dos três anos de vida do Blogue.


Mais um ano que passou participamos em algumas provas e uns quantos passeios, quer de BTT quer de Cicloturismo.
Aumentámos os Membros Seguidores do Blogue: - 38 (só 7 do Ciclobtt, continua igual).
 Elementos do Ciclobtt: - continuamos os mesmos 32.

Hoje, é o 3º aniversário do blogue.

Vamos assim fazer o balanço do que se fez ao longo destes três anos no blogue do Ciclobtt.


Mensagens: 

Visualizações:
77418
Visualizações de páginas por país
Gráfico dos países mais populares entre os visitantes do blogue

                                                     Entrada
Visualizações de páginas


Portugal

42261
Brasil

15459
Estados Unidos

9527
Alemanha

2100
Rússia

1574
França

637
China

418
Ucrânia

401
Reino Unido

275
Espanha

234
























Visualizações de páginas por navegador
EntradaVisualizações de páginas
Internet Explorer

35103 (45%)
Chrome

23609 (30%)
Firefox

10542 (13%)
Safari

3015 (3%)
Opera

1889 (2%)
BingPreview

1510 (1%)
Mobile Safari

992 (1%)
Mobile

92 (<1%)
OS;FBSV

78 (<1%)
chromeframe

68 (<1%)
Imagem que apresenta os navegadores mais populares

Visualizações de páginas por sistema operativo

EntradaVisualizações de páginas
Windows

65029 (84%)
Linux

6098 (7%)
Android

1821 (2%)
Macintosh

1688 (2%)
iPad

1119 (1%)
iPhone

937 (1%)
Other Unix

151 (<1%)
Windows NT 6.1

54 (<1%)
iPod

46 (<1%)
SymbianOS/9.4

24 (<1%)
Imagem que apresenta as plataformas mais populares
A Mais Visualizada de sempre:



Mensagens
Entrada
Visualizações de páginas
09/06/2012
1209

Visualizações de páginas de hoje
:78
Visualizações de página de ontem
:77
Visualizações de páginas no último mês:
2 418
Histórico total de visualizações de páginas:
77 402


Global Estatísticas: Quem nos visita:

Após muito esforço (pois parece que poucos estão interessados) para continuar, lá vamos postando.
Pedimos desculpa em certas postagens não conterem a informação completa bem como fotos, mas por vezes por muito que se peça... não se conseguem obter.
100 Stress, e com muita força de vontade para continuar mais um ano ou até que deixem.
Ah pois! é que o planfon de 1Gb, já esgotou, mas com uma pequena manha conseguiu-se uma pequena extensão. (Poucas visitas e poucos seguidores) é o que dá.
Ana M. & M.M.


3º Aniversário do Blogue.


Boas ao pouco e pouco lá vamos e assim hoje fazemos três anos do blog do Ciclobtt, e é com muito gosto e prazer que o gerimos.  


O bolo virtual.
Sirvam-se de uma fatia.
MM

terça-feira, 20 de maio de 2014

Rescaldo 19º Passeio Cicloturismo de Estremoz - 19 Maio.

cicloturismoestremoz[1]
Passeio de estrada em Estremoz, Ciclobtt S.Vicente mais um ano apenas com um elemento presente. Partida atrasada cerca de 10 minutos, passámos por diversas Freguesias deste Concelho, reforço em Arcos fruta (pêras, maçãs e laranjas) e águas, Lá fizemos o resto dos quilómetros até Estremoz numa manhã fresca onde se percorreram cerca de 63 Km a uma média de 20,8 km/h. De seguida tivemos os banhos jun...to ás piscinas seguido de um grande almoço com muitas entradas e de boa qualidade seguido de sopa de feijão, para segundo prato carne com batata frita salada e arroz tudo regado com cerveja, vinho e águas ou sumos à descrição, fruta para cima ou doce seguido de um cafézinho. De seguida receberam-se as lembranças e regressámos a casa.

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Alvalade-Porto Côvo/2014.

LISTA DEFINITIVA "16ª Edição Alvalade/Porto Covo - C.A. DA COSTA AZUL"    

MM

Transportugal Race 2014.


Atravessar Portugal em 9 dias de norte para sul, acabando em Sagres – a ponta mais sudoeste da Europa; 1150 Km de prova em fora-de-estrada ao longo de caminhos de terra que atravessam florestas, rios e ribeiras, montes e vales, alternando dos estradões rápidos até aos “singletracks” vertiginosos sobre as falésias.
A edição de 2014 da TransPortugal Race decorreu entre os dias 9 e 18 de Maio, levando mais uma vez um conjunto de aventureiros a atravessar o país de norte para sul, de Bragança a Sagres.

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Bicicleta que Avisa Quando os Carros Estão Demasiado Próximos.



O projeto está no Kickstarter a angariar fundos e promete criar uma bicicleta inteligente com GPS e sensores capazes de detetar carros demasiado próximos do utilizador.

A Valour é uma bicicleta inteligente que inclui um conjunto de sensores destinados a atualizar este meio de transporte que em muitos aspetos se mantém inalterado há mais de um século. Entre as possibilidades contam-se um GPS capaz de gravar os percursos efetuados, de dar direções e alertar caso um carro se aproxime demasiado.



Muitas destas funcionalidades dependem de uma ligação ao smartphone, apesar de os fabricantes indicarem que é possível sincronizar a bicicleta com o telefone mais tarde, para passar toda a informação para a app. As direções são dadas por LEDs colocados no guiador e o The Verge indica que toda a energia necessária para operar os sensores e LEDs são produzidos pelo utilizador enquanto pedala.


A equipa está a tentar angariar 100 mil dólares canadianos para concretizar o projeto. Até agora já conseguiu um pouco mais de 63 mil. Para já, a bicicleta estará disponível apenas nos EUA e Canadá, com preços que variam entre os 999 e os 1249 dólares canadianos (cerca de 650 a 820 euros).


Fonte: Exame Informática

MM

Colnago apresenta bikes especiais.


Colnago feita para homenagear Marco Simoncelli, piloto de Moto GP que morreu em 2011
A Colnago levou suas novidades ao EICMA, sigla da Esposizione Internazionale del Motociclo, em Milão, na Itália, (15 de novembro) e foi até  (18 de novembro).
Bicicleta que festeja a equipe Maipei
Entre as bikes está a Mapei C59, que homenageia a equipe Mapei, patrocinada durante a década de 90 pela fabricante italiana. A parceria terminou em 2002, mas rendeu muitas vitórias, algumas delas memoráveis, como a de Franco Ballerini na edição de 1996 da clássica Paris-Roubaix, que pedalava uma C40. Ciclistas celebrados, como Cadel Evans, Jan Ullrich e Mario Copillini também já pedalaram bikes da marca.
Detalhe da pintura da Colnago de Simoncelli, que será leiloada
Outra bicicleta especial é que foi feita para homenagear Marco Simoncelli, motociclista que morreu tragicamente após um acidente no Grande Prêmio da Malásia, em 2011. A bicicleta, única, foi doada para a fundação que leva o seu nome e será  leiloada. A peça leva uma pintura especial e o número 58, usado por Simoncelli.
O piloto de Fórmula 1 Fernando Alonso também ganhou uma bike
Outro piloto, dessa vez de Fórmula 1, festejado pela Colnago é Fernando Alonso, que ganhou uma bike em parcria com a Ferrari.
Sobre a participação da marca na feira, Alessandro Colnago, gerente de marketing da marca e neto do fundador, Ernesto Colnago, mostra seu objetivo. “Este é um novo começo para a Colnago. Queremos aumentar o número de pessoas que conhecem a marca e esse é um dos shows de maior prestígio no mundo, perfeito para atrair o cliente exigente”, afirma.
MM