quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

O que fazer com peças e pneus velhos de bicicleta?

A bicicleta é conhecida por ser um instrumento de transporte e lazer que emite zero carbono, é aliada de uma vida saudável e contribui para o aumento da consciência ambiental e de cidadania das pessoas.
E para mostrar como a bicicleta é de facto diferente de qualquer outro meio de transporte, vamos assim ficar com uma série de sugestões criativas e conscientes do que fazer com peças, pneus e câmaras velhas, que não podem mais ser reaproveitadas em outras bicicletas. Recicle e crie.
PneusHá vários fabricantes de bicicletas que possuem programas de reciclagem de pneus.
A cadeira foi premiada com o primeiro lugar no concurso “A dança das cadeiras” da Escola de Design de Interiores e Artes Decorativas Criart.
CâmarasCriada para participar do Spring Greening Competition, a estante feita com câmaras de bicicleta usada pela criativa equipe do System Design Studio é uma ótima alternativa para aquela câmara que já foi remendada muitas vezes e já deu sua preciosa contribuição para um mundo melhor.
RodasNo blog Coisinhas*Outras, da arquiteta e urbanista Ana Paula Begrow, de Florianópolis, trás uma lista de ideias criativas para utilização de rodas como objetos para a casa. Uma delas é uma árvore de Natal, que foi montada “a partir de peças que iriam ser descartadas em um bicicletário do Parque do Ibirapuera”, segundo a autora da obra Verônica Naka.
Outro uso para as rodas são as estilosas cadeiras, bancos e poltronas produzidas pelo estúdio Bike Furniture Design, que utiliza primariamente rodas, quadros e guiadores e (handlebars).
Mais simples de se fazer, mas nem por isso deixado de lado é utilizar a roda como mural de recados. Algo parecido é feito pelos amantes de fixas, com seus cartões junto aos aros da roda.
Correntes e manetesA artista Carolina Fontoura Alzaga utiliza correntes e manetes para a criação de lustres, abajures e luminárias de diferentes tamanhos e formas. No blog dela, é possível ver seu trabalho e conhecer um pouco de sua inspiração.
O sul coreano Yeong-Deok Seo utiliza velhas correntes de bicicleta e industriais para criar esculturas figurativas em tamanho real e escalonadas que de tão realistas te deixam sem fôlego.
O artista batizou as suas obras com nomes como Angústia, Infecção, Ego e Vício, que sugerem comportamentos humanos e como estamos presos em cadeias de diferentes condições humanas.
DiversosO pessoal do Resource Revival recebe toneladas de material de todos os lugares dos Estados Unidos e cria diferentes objetos, entre eles relógios de parede, porta-retratos, brincos, abridores de garrafas e espelhos. No site deles, você pode ver a lista de materiais e neste vídeo, como começou essa história e o funcionamento da fábrica.
MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.