terça-feira, 5 de novembro de 2013

Bicicleta aumenta a resistência física e liberta o hormônio da felicidade.

Todo ano um desejo comum a muitas pessoas é o de adotar uma vida mais saudável, que inclua a prática de atividade física na rotina. Se a dúvida é qual modalidade praticar, o ciclismo indoor ou ao ar livre pode ser uma ótima opção, devido ao baixo impacto, à queima calórica para quem deseja entrar em forma e ao condicionamento físico que proporciona.
“Bicicleta trabalha o sistema cardiovascular e promove o ganho de resistência muscular, principalmente nos membros inferiores”, comenta uma professora de educação física e atleta Geni Duro.
Ela explica que, mesmo para quem aprecia desportos ao ar livre, o ideal é começar em uma ergométrica, por questões de segurança. “A rua tem o risco de acidentes de trânsito ou tombos por conta de irregularidades na pista”, avisa.
De acordo com Geni, o mais indicado é passar por uma aula de spinning de nível leve e, depois de cerca de três meses, encarar a rua. Começar durante o dia é outro ponto fundamental para garantir a segurança. “Só pode pular essa etapa quem teve uma infância agitada e tem domínio, destreza e habilidade com a bike”, afirma Geni.
Para ela, um dos principais benefícios da prática outdoor é que a pessoa se exercita quase sem sentir. “É um resgate da infância, nos remete ao passado e dá uma sensação de prazer muito grande.”
Indoor ou ao ar livre, a bike é uma opção de baixo impacto, emagrece e melhora o condicionamento
Estímulos controlados.
O professor de física Jairo Lucheta, da Companhia Athletica, explica que a aula de spinning (indoor) permite estímulos controlados de acordo com as necessidades do aluno, com um programa específico para cada objetivo. “Mesmo iniciantes podem começar a se execitar por ser uma bike estacionária e toda a parte de giro e carga ser controlada através de um eixo. O aluno consegue trabalhar de maneira mais leve através dos ajustes individuais”, explica.
Lucheta ressalta que, comparada a outras modalidades aeróbicas, o spinning é uma das mais seguras e mais completas. “É um movimento cícilico que produz um impacto menor nas articulações e resultados mais benéficos”, define.
Os educadores indicam a prática tanto para quem deseja perder peso quanto para quem quer trabalhar condicionamento, resistência e definição muscular. Só deve ser evitada por quem tem alguma restrição grave de joelho, tornozelo e quadril.
MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.