sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Modelo que passou a ser triatleta para perder peso.

Modelo que virou triatleta para perder peso pedala pelo mundo em programa de TV.
Aos 24 anos, a carioca Silvia Ribeiro era apenas mais um belo rosto, a procura do seu espaço na odontologia. Mas os rumos de sua vida mudaram rapidamente para ela. Um olheiro a surpreendeu e deu o pontapé inicial para uma tardia carreira de modelo, que por sua vez a fez descobrir outro talento tão diferente quanto: no triatlo.
Agora, a junção destes dois rumos levaram-na à TV, como apresentadora de um programa de desporto e turismo.
Silvia hoje se diz mais triatleta que modelo. Já fez todas as distâncias, incluindo o temido Iron Man, e diz que o meio Iron Man – 1,9 km de natação, 90 km de bike e 21 km de corrida – é a sua prova preferida. Mas nem sempre foi assim.
Ainda jovem, a brasileira praticou vólei por muitos anos. Com seu 1,80 m, jogava no meio de rede, e mostrava talento. Mas teve de decidir pelo desporto ou por tentar uma carreira universitária.
Silvia estudou na USP e bem mais tarde, aos 24 anos, um dia viu-se sendo questionada por um dito olheiro, em pleno ônibus. “Você deveria tentar a carreira de modelo”, disse ele, que ouviu. “Mas estou um pouco velha, tenho 24 anos”, respondeu Silvia. O olheiro alegou que ela não aparentava, como acontece até hoje – sua idade, por sinal, ela prefere esconder, para que não impeça alguns trabalhos de modelo.
“Achei meio estranho, era época daquele caso do Maníaco do Parque. Mas peguei o cartão, pesquisei e vi que era uma pessoa séria. De cara eu fiz teste em grandes agências e foi uma surpresa, aprovada de primeiro”, conta a modelo, que viu sua vida se transformar, incluindo uma mudança para se mudar para os Estados Unidos e uma série ininterrupta de viagens a trabalho.
Como se sabe, para desfilar e fotografar é preciso ter um perfil muito restrito. A bela não fugiu disso: teve de perder peso. E seria um tormento, achava ela. É que durante toda a infância, Silvia ouvia do pai, um maratonista: “Vem filha, vem correr comigo”. E odiava, mesmo na preparação física do vólei. Desta vez, no entanto, tudo mudou.
“Eu precisava perder um pouco de peso, um pouco de músculo. Então comecei a fazer treinos específicos, spinning e corrida. Passei a conhecer alguns triatletas e nas viagens comecei a correr e pedalar. Com o tempo, comecei a conciliar as carreiras”, conta ela. “Eu deixei a odonto para trás, conheci novas culturas, países e a entender melhor que eu podia escolher outras coisas que me fariam feliz. Eu então me dediquei muito para o triatlo, muito mesmo, e hoje já fiz tudo, do Sprint ao Iron Man.”

Pedalando na TV

É curioso como as suas profissões acabam se interligando. Sílvia, agora, terá um novo passo nessa direção, apresentando um programa de TV, no canal pago OFF. Ela já começou a gravação de uma série de 12 episódios em que pedala mundo afora, com previsão de ir ao ar em 2014.
“No programa eu apareço pedalando em estradas maravilhosas. Gravamos na Califórnia, na estrada que costeia o trecho de São Francisco a Los Angeles. Também filmei na Itália, nos Alpes suíços e vamos mostrar o Brasil”, detalha.
“O quero mostrar é que o ciclismo é um estilo de vida. Hoje não temos estradas apropriadas e segurança, já perdi amigos atropelados… Mas quero mostrar o lado bonito do ciclismo”, acrescenta ela. “O desporto te deixa viciado.”
O vício, por sinal, faz com que ela praticamente nunca durma depois das 22h. Não por preguiça, mas por cansaço. Os treinos diários, que começam às 5h30 da manhã, incluem sessões exaustivas de natação, ciclismo e corrida. Para uma modalidade de pura resistência, a dor é companheira.
“Lógico que não comecei a treinar e parti para um Iron Man. Eu tive de construir um preparo físico para chegar lá. É um desporto ‘chato’, porque você se esforça muito e não vê retorno. É aí que entra a mente. Se você quer muito uma coisa, vai lá e faz. Desporto é isso, e o final é muito prazeroso. Sempre me apoio no sentido de que a dor é temporária, que a recompensa é muito maior”, conclui.
MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.