sábado, 11 de maio de 2013

50 Bikes que se podem recomendar para 2013.

50 BIKES PARA 2013
Podemos dar uma opinião sobre o que vai sair, saiu ou vai continuar a ser vendido no que a bicicletas diz respeito, por isso os 3 elementos que compõe a equipa do NoticiasCiclismo.net decidiram escolher as 50 bicicletas que mais gostaríamos de testar, de experimentar, ou de dar uma voltinha, durante o ano da graça de 2013.
Para isso cada um sugeriu 50 bicicletas, o que deu um total de aproximadamente 120 bicicletas diferentes, as com mais votos ficaram automaticamente escolhidas, e quanto às outras fizemos uma discussão para ver quais mereciam integrar a lista. Selecionamos bicicletas da estrada ao BTT, das baratas às menos acessíveis, dos topos de gama às praticamente únicas, valeu tudo, e agora apresentamos-vos a lista com as 50 magnificas.
É certo que ficaram muitas máquinas de fora que também gostaríamos de testar, mas só há lugar para 50 e há que ser eclético, agora vamos tentar testar todas, ou pelo menos a maioria! Até lá deliciem-se com os testes que já fizemos, e aguardem pelos que ainda estão para vir.

BERG Vertex 6.0 9ER

É nacional, roda 29, e a preço acessível. Há melhor cocktail em altura de invasão por parte da troika? E não venham com a história de que “é de super mercado”, enquanto não nos sentarmos nela…não descansamos até o fazer-mos, depois contámos!


BH Ultimate 9.7

A relação preço/qualidade da BH sempre foi das melhores do mercado, mas cada vez mais a marca afirma-se também pela sua tecnologia. A Ultimate 9.7 é o pináculo da marca espanhola. E não se esqueçam, a bike é campeã olímpica de XCO! O modelo de 2013 tem um tubo do espigão no mínimo curioso.


BMC TMR-01

As bicicletas da BMC são um pouco peculiares, há quem adore e há quem as odeie, mas esta fica especialmente na retina, tem aquele ar de bike de contrarrelógio com guiador normal, e os travões integrados dão outra pinta! Alguém tem por aí uma?



Boardman Pro 29

“Sir” Chris Boardman foi um dos melhores contrarrelogistas da sua época, e um dos mais obcecados pela técnica. Tem uma marca, as suas bicicletas tem um aspeto excelente e um preço muito apropriado, será que as de BTT são boas fora da estrada como Boardman foi nela?

 


Breezer Cloud 9 Elite

Joe Breeze ficou com a taluda de inventor da primeira BTT da história, segundo o próprio podia ter sido qualquer um mas foi a ele quem atribuíram isso! De qualquer das maneiras é uma herança pesada. O que vale uma Breezer este século?

 


Cannondale Flash Carbon 29'er

Lefty com roda grande ainda assusta mais quem já acha a lefty estranha, mas que todos a admiram, nisso ninguém tem dúvidas. Não esquecer que a lefty é associada a grande conforto e a peso pluma, aspetos muito vantajosos para quem quer 29er FS super leve.


Canyon Speedmax CF

Quem não gosta de contrarrelógio? E quem não acha piada a bikes de contrarrelógio que atire a primeira pedra! Nós ficámos fascinados com a Speedmax, e se até o “purito” voou nela durante a Vuelta…será que também fico a andar mais?



Cervélo S2

Se existe marca associada a bicicletas aero, e que deu o “salto” com estas, essa marca é definitivamente a Cervélo. A S2 é a mais baratinha das canadianas, mas promete ser a bicicleta aerodinâmica mais confortável de sempre. Tecnologia não lhe falta!


Colnago C59 Disc

Quando a Old School e a tecnologia de ponta se encontram sabem o que acontece? Aparece uma Colnago! A C59 é o expoente máximo desta frase! E quem nunca pensou:”humm…e se metesse uns discos na minha estradeira?”, a resposta vem nesta Colnago!


Corratec Inside Link

Todos nós conhecemos a Corratec essencialmente pelo design do modelo Bow (super Bow, X-bow, etc) mas a Corratec é muito mais que isso, e esta Inside Link tem excelente aspeto e características. Ainda por cima é 650b, como não poderíamos querer andar nela?


Cube Super Elite HPC XX1

As bikes da Cube por norma tem bom design e boa relação preço qualidade, esta promete ser uma verdadeira máquina Top de XC a um bom preço! E quem não quer testar o XX1 que atire a primeira pedra!



English Cycle Project RIGHT

Rob English tem criações absolutamente do outro mundo, o homem é completamente “inventor”, mas este devaneio com o nome Project RIGHT é no mínimo genial! Pensem só no aparato de andar com isto na beira da praia?



Felt Nine 1

A Felt entre nós é praticamente residual, mas as bikes da marca norte-americana tem muito bom aspeto, a Nine 1 não foge á regra! Como gostámos de andar sempre na frente, recomendamos esta máquina para experimentar.




Focus Raven 29er

A Focus apresenta qualidade a preço adequado, e a Cayo de estrada foi das que mais nos surpreendeu nos testes em 2012. Para além disso a Raven tem um aspeto excelente, com escoras fora do normal e um tubo superior todo trabalhado. Se andar tanto como a pinta que tem!


Giant XTC Composite

A Giant assume-se como o maior produtor de bicicletas do planeta, pois não produz só para si, mas também para outras grandes marcas. E a XTC Composite é um dos seus modelos de rígidas 29, será tão boa como as máquinas que a marca produz para fora?


GT Fury DH

Uma bike de Carbono de Downhill, com o aparato que esta Fury manda, era impossível não a querer testar! Há por aí alguém interessado em ver uns tipos a dar uns trambolhões numa pista de Downhill? Então é favor mandar a Fury para cá!



GT Zaskar 100 9R

Reconheçamos que não é fácil fazer uma suspensão total roda 29 de XC com bom aspeto, mas a GT conseguiu. E quem tem tanta história nas “full-suspension” com o I-Drive. Como estarão as FS da GT em pleno século XXI?



Haibike Greed RC 29er

As bicicletas alemãs, ao contrário de muita coisa que vem do país, exercem um certo fascínio sobre nós. A Haibike está à relativamente pouco tempo no nosso mercado mas temos muita curiosidade em experimentar uma, de preferência esta.


Ibis Tranny

A mítica marca norte-americana esteve “morta” uns anos, mas voltou em grande, esta Tranny além de prometer ser uma máquina de XC polivalente e durável, possibilita que a transformemos numa Single Speed com uma afinação de corrente genial! Ainda por cima é a Bike do Brian Lopes que é o tipo mais Cool da zona.


Jorbi Pista

A Jorbi é nacional e é uma marca recente, mas que se tem afirmado bem no mercado. Uma vez que temos um belo velódromo tem a sua lógica existirem bicicletas nacionais de pista, a Primato é das poucas, mas tem “algo”…





KTM Myroon 1.29

A Myroon sempre foi o modelo de competição da KTM, sempre com uma geometria muito racing ultrapassando muitas marcas nos testes, mas agora na roda grande a geometria mudou um pouco, e gostaríamos de saber se a KTM com o seu modelo Myroon continua a ser fantástica principalmente no XC.


Lapierre XR

É certo que a beleza é relativa, mas duvidamos que exista quem não ache a XR cheia de estilo. Gostamos tanto do aspeto dela, que eramos capazes de ir para a noite de XR sem medo de ficar à porta! Se for tão boa como estilosa, como não poderíamos querer testar uma? Haaa…e com o EI Shock claro!


  Litespeed Cohutta 29er

O titânio exerce sempre um certo fascínio, e para quem é da Old School de 90, a Litespeed é uma das marcas que mais representa o titânio, como se encontrará a performance das máquinas americanas em pleno seculo XXI?



LOOK 675

Adoramos bikes de estrada Look, ficámos com esta bike na retina quando foi apresentada, e caímos para o lado ao ver a máquina ao vivo. Será que é tão “máquina” quanto aparenta? Nada que não queiramos esclarecer com uns bons quilómetros!


  Marin Rift Zone 29er XC PRO

Foram os Americanos os primeiros a construír 29er, e já andam no mercado à muito tempo, estão a anos luz da europa, então certamente uma marca Americana como a Marin deve ter uma palavra a dizer sobre o que é ser “rider” com roda grande.



MCipollini Bond

Só pelo vídeo de apresentação desta bike ficámos logo com vontade de a testar, será que é tão porreira quanto parece? Será que as bikes do senhor Cipollini são em bicicleta o que ele foi em ciclista? Será que o “made in Italy” ainda vale a pena? Gostávamos de responder a todas.

Mondraker Foxy XR

De marca pequena a ditadora de tendências costuma ir um grande passo, mas parece-nos que a Mondraker já o deu, a tecnologia FF no papel tem tudo a seu favor, e no terreno? Queremos mesmo muito saber!


  Mondraker Podium

Já viram uma Podium ao vivo? O avanço integrado e as linhas deveras diferentes deixaram-nos colados, será a máquina de XC que o seu aspeto promete? E estará a Mondraker a começar mesmo a ditar tendências?




Moots Mooto-X

O titânio em alguma altura das nossas vidas ciclísticas vai mais tarde ou mais cedo exercer um fascínio sobre nós. A Moots já faz máquinas de titânio à uns anos e esta Mooto-X dá-nos vontade de pegar nela e arrancar para os trilhos!


  Niner Air 9 Carbon

A Niner Air 9 de alumínio é uma boa companheira de trilhos, principalmente para quem quer uma 29 com agilidade de 26, e muito estilo. A de carbono juntará a isso muita rigidez e leveza?







Niner Jet 9 RDO

Esta bike tem que ser testada, pois é sem dúvida a rainha das 29er com suspensão total, o nome não engana! Uma geometria muito fora do normal com um curso para divertir em muitos trilhos. Bora experimentar...




Olympia Bullet 650b

Uma suspensão total de XC com rodas 650b é desde logo aliciante, pertencendo a uma marca italiana, a Olympia, que a desenvolveu através de um modelo de outra marca Italiana ainda mais exclusiva, a Scapin, a expectativa dobra. Será que é tão especial como sugere?


OPEN O-1.0

Depois de muitos anos a fazer bikes de estrada, na Cervélo da qual é fundador, o senhor Gerard Vroomen decidiu fazer bikes de BTT. E promete o quadro rígido de roda 29 mais leve do mercado, tecnologias e exclusividade não faltam à O-1.0.


Orbea Alma G Team

O Absalon até se mudou para a BMC, mas esta é parecida com a máquina que o francês utilizou até aos dias de hoje, só por isso já merece que queirámos andar nela.




Orbea OIZ Carbon G10

Numa altura em que toda a gente está atarefada a produzir 29er ou a cozinhar 650b, o que leva a Orbea a fazer uma suspensão total roda 26? Também gostávamos de saber, mas uma bike que tem o cunho de Monsieur Abasalon e aposta forte no XC, sabe a lufada de ar fresco!


Pinarello Dogma XC

Existem marcas que tem uma certa aura por só fazerem bikes de estrada, a Pinarello deixou de ser uma delas, por isso é bom que a Dogma XC seja tão boa por maus caminhos, como a sua irmã de estrada é-o nos bons. E quem não tem curiosidade em experimentar aquelas escoras?


Ritchey P-29

A malta da Old School certamente recorda com carinho as máquinas de aço feitas por o senhor Tom Ritchey, especialmente a Plexus. A marca do sr Tom voltou a construir quadros, e para os mais saudosistas ( e não só ) esta P-team será a melhor maneira de aliar a Old School às novas tendências de tamanho de roda.


  Rocky Mountain Slayer 70

Se ao pensarmos na Rocky Mountain pensarmos no Canadá e nos trilhos da British Columbia, ficámos automaticamente com vontade de andar na Slayer. O aspeto da Slayer não mente, é uma pura máquina de All Mountain!



Santa Cruz Highball Carbono

As bicicletas da Santa Cruz tem um certo élan, algo que nos faz olhar para elas, para quem gosta de XC a Highball foi uma pedrada bem mandada no mundo das 29er’s. Um grande estilo aliado à grande qualidade da marca. Sem dúvida apetitosa.




 

  Scott Genius

A anterior geração da Genius era fascinante, ou se adorava ou se odiava a sua suspensão traseira, a totalmente nova é mais parecida com a Spark mas tem de estar á altura de um passado glorioso e de afirmar as 29 e 27,5 no All Mountain, será máquina para isso?



Scott Scale RC 29

andamos de Scott, e gostámos, por isso queríamos experimentar como é andar na RC com o tamanho de roda da moda. Já agora viram a do Kabush no Festibike? Pronto se alguém puder mandar uma assim, agradecemos!






  Sette Serum ISM XTR Carbon

Fully Loaded. The right Price. Este é o slogan da Sette, a marca promete boas bicicletas por bons preços, e a Serum promete ser uma bicicleta responsiva e de puro XC, com o seu espigão integrado estilo não lhe falta. A marca não é vendida em Portugal, mas se calhar convém repensar isso.


Specialized Camber Comp Carbon

Sim já sabemos que a Epic é que é “a” máquina, mas nem só do topo vive o homem, e a Camber tem vantagens fantásticas e nem parece estar abaixo na hierarquia da marca. Por tudo isso e muito mais estamos desejosos de colocar as mãos numa!


         Specialized Carve Ned Overend

No NoticiasCiclismo.net somos muito apreciadores de Single speed, e tirando os construtores artesanais poucas são as marcas que apresentam estes modelos no seu catálogo, o facto da Specialized o fazer sendo uma das marcas lideres, só nos coloca com vontade de “dar gaz” nesta bem equipada Single.


Stevens Comet SL 5.0

5050g, periféricos Ritchey Super Logic, pedaleiro, forqueta e travões THM-Carbones, Sram Red e rodas Xentis. Querem mais alguma razão para querer subir a Senhora da Graça na Comet?



TIME RXRS Ulteam

As marcas francesas na nossa opinião primam por um estilo realmente distinto e agradável, a Time não foge à regra, e esta RXRS é algo magnética para nós, será que é tão boa como exclusiva?



        Transition Klunker

Giant step Backwards, foi assim que a Transition apresentou a Klunker, e nada nos podia ter soado melhor, como será experimentar a sensação dos pioneiros em pleno seculo XXI? E depois do que vimos a Klunker a fazer na net ainda mais vontade temos de experimentar.




Trek Domane

O facto de ser a bike do Cancellara já é meio caminho andado para querermos ter uma, se a isso juntarmos o muito interessante sistema ISSO speed, estão reunidos todos os requisitos para querermos experimentar esta máquina.


Trek Madone 6.5

Lance Armstrong, Alberto Contador, entre tantos outros já montaram a Madone, e esta nova versão com o travão de trás disfarçado tem muito bom aspeto! Podem mandar uma junto com a Domane?



      Van Nicholas Ventus

Uma bike de titânio de estrada é quase como aristocracia do mundo ciclístico, mas esta Ventus promete ter um preço condizente com as rivais de carbono.Portanto a oportunidade de ser aristocrata sem sangue azul!



Com agradecimentos a equipa do NoticiasCiclismo.net
Ana M

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.