quinta-feira, 4 de abril de 2013

Como escolher calçado para as várias modalidades de ciclismo.

  • Para escolher o calçado para ciclismo (MTB/BTT, BMX/BICICROSS, CROSS COUNTRY, DOWNHILL, TRIATLO, RPM/SPINNING) mais adequado, deve ter em conta três fatores:
  • 1 - O tipo de pedais
  • 2 - O tipo de ciclismo que pratica
  • 3 - A acomodação
Introdução
Ao contrário do calçado tradicional o calçado específico para ciclismo é construído para ser propositadamente rígido e inflexível junto aos metatarsos.
A ideia é possuir uma zona rígida para melhor poder transmitir a força aos pedais, uma vez que a superfície e comportamento do pé humano não estão projetados para essa tarefa (se pedalar muito tempo com sapatos flexíveis começará a sentir pressão na zona metatársica).

O tipo de pedais

Se pratica ciclismo esporadicamente de uma forma lúdica, poderá optar por pedais tradicionais, se pratica regularmente, o sistema de encaixe poderá ser a melhor opção.
Exemplo de sapatilhas de ciclismo com pedais de encaixe (para estrada)
Apesar de requererem habituação, os pedais de encaixe aumentam substancialmente a eficácia do pedalar, uma vez que além da força descendente (como nos pedais tradicionais), também é aproveitada a força ascendente para pedalar:
Os pedais de encaixe aproveitam também a força ascendente para pedalar.

Tipo de ciclismo que pratica

Tenis/sapatilhas para ciclismo de Estrada

Sapatilhas de ciclismo para estrada
Os tenis/sapatilhas para ciclismo em estrada são desenhados para velocidade, trata-se de sapatilhas projetadas para manter o pé estável, especialmente no calcanhar, possuindo materiais mais leves e respiráveis, normalmente as solas são extremamente rígidas, frequentemente em plástico TPU ou fibra de carbono nas versões mais avançadas.

Tenis para Montanha (Brasil; Mountain Bike, MBT/Portugal; Bicicleta Todo o Terreno, BTT)

Tenis/sapatilhas para ciclismo de montaha
Os tenis/sapatilhas específicas para btt possuem uma sola ligeiramente mais flexível, e pitons mais agressivos para maior tração em terrenos enlameados e/ou de difícil acesso, carregando a bicicleta em pequenos troços a pé, ação muito comum no btt .

Tenis para Downhill

Tenis para downhill
Os tenis/sapatilhas para Downhill são mais ou menos semelhantes aos sapatos para Montanha, mas são mais subidos para maior apoio e mais reforçados, sendo o Downhill um desporto mais violento os sapatos devem obrigatoriamente oferecer maior proteção como uma “armadura”.

Tenis/sapatilhas para Triatlo/triathlon

Tenis/sapatilhas para triatlo/triathlon
Os sapatos de triatlo são em tudo semelhantes aos de estrada com duas diferenças:
Normalmente possuem sistemas de fecho rápido para a transição.
Normalmente possuem forros internos para permitir a sua utilização sem meias.

Tenis/sapatilhas para BMX (Brasil; Bicicross)

Tenis/sapatilhas para BMX/Bicicross
Os sapatos para BMX poderão possuir ou não compatibilidade com pedais de encaixe, especialmente pela natureza e rapidez das performances da natureza desta especialidade, nesta disciplina também é frequente a utilização de calçado tipo skate.

Tenis/sapatilhas para Indoor Cycling (RPM ou Spinning)

Tenis/sapatilhas para Indoor Cycling (RPM ou Spinning)
A ideia deste tipo de calçado é oferecer aos praticantes de ciclismo estático calçado firme o suficiente para o seu treino, mas confortável o suficiente para a deslocação.

Acomodação

Em termos gerais os tenis/sapatilhas de ciclismo devem estar mais justos aos pés do que os sapatos (d)esportivos tradicionais, uma das razões é o facto de o pé ficar mais estático durante a prática de ciclismo do que outros (d)esportos, eliminando a necessidade de permitir muito espaço para o pé expandir.
O tornozelo deve de estar justo mas confortável, os dedos devem estar um pouco folgados, mas não tanto como num sapato desportivo normal, importante é a acomodação da zona mais larga do pé (metatarsos) na zona mais larga do sapato para que não fique demasiado estreito, evitando desta forma o famoso escaldar ou adormecimento dos pés. Isto é de extrema importância, o calçado de ciclismo não deve estar demasiado estreito.
Ajustes
De extrema importância é o ajuste do encaixe do pedal no sapato, o encaixe deve ser colocado exatamente debaixo das cabeças dos metatarsos, variando de acordo com a fórmula metatarsica do ciclista.
Posicionamento e orientação do encaixe dos pedais
Um posicionamento anatómico incorreto do pé sobre o eixo tende a separar o centro de pressão aplicada (pé e sapato) da força de reação do eixo. O resultado tenderá a criar movimento de dorsiflexão indesejados, forçando um gasto de energia muscular para estabilizar o pé.
Igualmente importante é a estabilização:
Muitos ciclistas (como a grande maioria da população), são pronadores, sendo necessário estabilizar a rotação interna, evitando lesões de esforço, a melhor solução para este problema são as palmilhas personalizadas.

Exemplo de estabilização com palmilhas supinadoras
valguismo e pedalar estabilizado.

ANA M.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.