terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Novos medidores de potência prometem agitar o mercado.



MEDIDOR DE POTÊNCIA

Marca Stages Cycling promete produto bom, barato, e leve…
Começarão a ser vendidos durante esta semana os medidores de potência da marca Stages Cycling, e o dispositivo desta marca é diferente e promete abalar o mercado dos medidores de potência, que se divide neste momento entre os medidores na aranha do pedaleiro, e os instalados no cubo da roda traseira, no entanto a Stages teve uma abordagem diferente, e instalou o dispositivo de medição de potência no lado interior do cranque esquerdo! E tudo isto por um preço que será compreendido entre os 699 USD e os 999 USD, desconhecem-se para já os preços em euros, mas através da conversão já se vê que tem tudo para ser um produto competitivo, pois o mais barato rondaria uns 525 euros, estes preços não incluem, tal como acontece nas marcas concorrentes, os respetivos recetores, mas podem ser conectados com qualquer dispositivo via ANT+ ou tecnologia Bluetooth, como determinados Smartphones ou os GPS’s da Garmin, Importa destacar que o sistema da Stages mede efetivamente a potência, não sendo apenas um algoritmo que estima a potência.
Basicamente o dispositivo no cranque vai medir a deflexão no mesmo, e transformar isso em Watts, pelo que esta simplicidade tem duas condicionantes, desde logo é bom que a vossa perna esquerda produza sensivelmente a mesma potência da direita, ou pelo menos que seja a mais representativa do conjunto, para que os dados sejam o mais fidedignos possível, no entanto, e para medição exclusiva pelo proprietário, achamos que nem terá muita interferência, pois será sempre a mesma perna esquerda a funcionar, e a base de comparação não muda!
No entanto, este sistema fica limitado a pedaleiros cujos cranques não sejam de carbono, pois o material não deflete homogeneamente, com isto os modelos de topo da SRAM, FSA, ou as conhecidas Clavicula ficam desde logo fora do espectro de uso deste sistema, no entanto o Dura Ace da Shimano já pode ser usado, ou o pedaleiro SRAM Force por exemplo. Contudo, o peso do sistema é a sua grande mais-valia, nada mais que umas 20g, e para já está disponível em praticamente todos os produtos Shimano, SRAM e Cannondale, excetuando pois claro e como já foi referido em cima, as unidades de carbono, mas saliente-se que está disponivel tanto para estrada como para BTT.
O sistema funciona em praticamente todos os quadros do mercado, a marca diz que cerca de 90%, e por testes já feitos o sistema não difere muito na sua medição em relação aos rivais, mas nós preferimos falar disso se tivermos a oportunidade de testar o sistema, até lá parece-nos no mínimo uma excelente aposta.
MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.