sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

Johnny Hoogerland não quer relembrar a queda no Tour de 2011.

Johnny Hoogerland não quer relembrar queda no Tour
O nome não dirá nada aos mais desatentos, mas a descrição da aparatosa queda na Volta a França 2011, que obrigou o ciclista holandês a ser suturado com 33 pontos, trará à memória quem é Johnny Hoogerland (Vacansoleil).
Foi uma das imagens da última edição do Tour: o holandês e o espanhol Juan Antonio Flecha (Sky) foram abalroados, quando seguiam num grupo de cinco fugitivos, por uma viatura da Euro Media, empresa da produção televisiva da prova, com Hoogerland a ser projetado contra uma vedação em arame farpado, sofrendo ferimentos nas duas pernas.
Com a distância dos 33 pontos, das lágrimas no pódio no final dessa nona etapa quando recebeu a camisola de rei da montanha e das múltiplas entrevistas dadas a contar o horror do acidente que podia ter acabado com a sua carreira, o holandês de 28 anos recusa-se a falar sobre o dia que o tornou conhecido no pelotão internacional.
«Não quero falar mais sobre esse episódio, já falei que chegasse», limitou-se a dizer à Agência Lusa.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.