terça-feira, 8 de novembro de 2011

As bicicletas estão na vanguarda

Devido ao constante aumento dos combustíveis, à maior preocupação com as causas ambientais, às dificuldades de mobilidade e estacionamento nas cidades é cada vez maior o nº de pessoas que opta pela bicicleta como meio de transporte.

Esta parece ser uma solução muito interessante, principalmente nas cidades mais planas e para pessoas que não tenham que fazer um número exagerado de quilómetros para chegar ao local de trabalho. Segundo a ONU, a bicicleta é o veículo mais rápido e prático para percursos de até seis quilómetros de distância.

Também como forma de lazer, a bicicleta tem vindo a assumir um papel cada vez mais relevante. Em pequenos ou grandes grupos, as pessoas juntam-se e fazem passeios de bicicleta, o chamado Cicloturismo. Estas actividades são normalmente organizadas por associações que incentivam os seus sócios (e também outras pessoas) a participarem. Desta forma, as pessoas têm a oportunidade de sair da rotina, passar o dia ao ar livre, conviver e ao mesmo tempo “desenferrujam” os músculos e estão a contribuir para melhorar o seu bem-estar e a sua saúde. Além disso, trata-se de uma actividade em que pode participar toda a família e pode ser uma excelente forma de usufruir de algum “tempo de qualidade” com os seus entes queridos.

Inclusivamente, na Europa já existe um projecto denominado “Eurovelo”, da responsabilidade da Federação Europeia de Ciclistas com o objectivo de desenvolver rotas cicláveis de longa distância atravessando todo o continente.

Ainda não comprou uma bicicleta? De que está à espera…

Se for daquelas pessoas que pensa que comprar uma bicicleta é um mau investimento, então atrevo-me a dizer-lhe o seguinte: Só será um mau investimento se depois não fizer uso dela!


 
Senão repare, além de lhe proporcionar bons momentos de lazer ao ar livre ainda irá contribuir para melhorar a sua saúde e o seu bem-estar físico e mental. Já pensou que isso poderá fazer com que poupe muitos euros em despesas de saúde a curto médio prazo… já para não falar na questão do bem-estar porque isso certamente não tem preço.

Ah, e já agora, para sua segurança não se esqueça de comprar o respectivo capacete.


                                                                                                                                            MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.