segunda-feira, 5 de setembro de 2011

IDILIO FREIRE - UMA PESSOA A LOUVAR.

Sonhou, lutou e agora sente até mais não. Idílio Freire, 44 anos, juntou dinheiro, pediu uma licença sem vencimento  e atravessa o continente americano de bicicleta. Leva 55 quilos de carga, mas às vezes nem lhe sente o peso.Pombalense percorre continente americano em bicicleta

Idílio Freire, o português, natural de Pombal, que há um mês iniciou no norte do Canadá uma viagem de bicicleta de 35 mil quilómetros de pólo a pólo pelo continente americano, já percorreu mais de 3300 quilómetros.
O aventureiro que no dia 24 de Julho iniciou a viagem em Inuvik, no Canadá, está agora mais próximo de deixar para trás o primeiro dos 15 países por onde deverá passar para chegar, dentro de 15 meses, ao sul da Argentina.
Passado o primeiro mês a pedalar, a uma média de 100 quilómetros por dia, na segunda-feira, Idílio Freire encontrava-se a norte de Vancover a caminho do parque natural de Jasper.
À Lusa, contou que a situação mais complicada que viveu até agora esteve relacionada com o mau tempo. “A única situação complicada foi mesmo o dia 28 [de Julho], com o tempo miserável na Dempser Highway, muita chuva, muito frio, vento frontal, a estrada um lamaçal contínuo, as mudanças da bicicleta a falharem e as rodas a não andarem …” disse.
O sonho de chegar a um acampamento onde pudesse descansar e secar a roupa foi também por água abaixo nesse dia, devido ao corte de uma estrada por uma corrente de água.
Quanto aos momentos memoráveis, Idílio Freire disse terem sido “muitos”, com convites para pequeno almoço, jantar e até férias em Vancover. “Há imensos momentos de uma humanidade, desarmante, tocante”, referiu.
Entre o convívio com a natureza, relata que o mais extraordinário foi no dia em que “apareceram a mãe urso e os três filhotes pequenos, na Cassiar Highway”, uma estrada com 724 quilómetros por onde passam por dia “escassas dezenas de carros, onde as montanhas e os lagos se sucedem”.
A intenção de percorrer de bicicleta a distância até à Argentina tem deixado incrédulas algumas pessoas com quem vai lidando.


Há dias teve mais de 50 por cento de desconto num parque de campismo quando contou o percurso que quer fazer. A passagem pela Colômbia deixa também algumas pessoas apreensivas.
Ao fim de mais de três mil quilómetros surgiu o primeiro furo na bicicleta, que se tem portado bem, um pouco à semelhança dos músculos das pernas que só ao fim da primeira semana ficaram em forma para a longa viagem.

A par da bicicleta, Idílio Freire vai contando, muitas vezes pormenorizadamente, os passos desta andança no seu blog (http://www.bacalhaudebicicletacomtodos.blogspot.com/), onde também não faltam fotografias.
Idílio Freire tem 44 anos é natural de Pombal. Até Novembro de 2011, espera passar pelo Canadá, Estados Unidos, México, Guatemala, El Salvador, Honduras, Nicarágua, Costa Rica, Panamá, Colômbia, Equador, Peru, Chile, Bolívia e Argentina.

MM

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.